Notícias

Aumenta o número de crianças na educação pré-primária, alerta UNESCO

      
Fonte: Shutterstock
Fonte: Shutterstock

Nesta quinta-feira (9), foi lançado o Relatório de Monitoramente Global de EPT 2015, publicado pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) e desenvolvido por uma equipe independente. O relatório faz um balanço do progresso de 164 países em rumo aos seis objetivos de EPT (Educação Para Todos) e aos dois Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), relativos à educação.

Leia também:
» Todos os destaques do informe “Educação para Todos”

 

A avaliação é feita desde 2000, quando ocorreu o Fórum Mundial de Educação em Dakar, no Senegal, até o ano de 2015. Além de analisar se o mundo de fato cumpriu os objetivos de educação, o relatório identifica lições-chave para construir a agenda global de educação pós-2015.


Em relação ao primeiro objetivo do EPT, que se refere à educação e cuidados na primeira infância, o balanço indicou que, em 2012, 184 milhões de crianças em todo o mundo estavam matriculadas na educação pré-primária, o que representa um aumento de quase dois terços em relação ao ano de 1999.


O relatório ainda analisou a mortalidade infantil e o progresso da nutrição das crianças, também englobadas no objetivo número 1: segundo os resultados, em 2013, 6,3 milhões de crianças com menos de 5 anos morreram de causas evitáveis, apesar das taxas de mortalidade infantil terem diminuído quase 50%.


A respeito da nutrição infantil, o progresso foi considerável. Entretanto, os estudos apontam que uma em cada quatro crianças no mundo ainda possui uma estatura abaixo da média esperada para a sua idade, o que indica uma deficiência crônica de nutrientes essenciais para o crescimento.


Em relação ao progresso da América Latina especificamente, somente pouco mais da metade dos países da região alcançaram uma taxa de matrícula bruta na educação primária de 80% ou mais. Entre eles, estão: Equador, Chile, Peru e México. Apenas dois países, República Dominicana têm menos de 40% das crianças matriculadas. De uma maneira geral, a participação da região na educação pré-primária sofreu um amento de 75% desde o ano 2000.

 

Leia todas as notícias de Educação. Comente e compartilhe abaixo


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.