Notícias

iPads em sala de aula: dicas para não passar sufoco

      
Fonte: Shutterstock
Fonte: Shutterstock

É notável o uso recorrente de tablets em nosso cotidiano e alguns professores já experimentam utilizá-los como suporte didático. Os próprios alunos consideram importante o uso desses aparelhos como complemento a sua educação por permitirem maior interação e até mesmo diversão com o conteúdo.

 

Leia também:
» Professor: Saiba como engajar seus alunos em discussões sobre a interpretação de textos mais complexos
» Professor: como engajar os alunos mais desinteressados da sua classe
» Todas as notícias de Educação

 

Entretanto, muitos professores ainda se mantêm receosos quanto ao uso desses recursos em suas aulas. Por isso, listamos 5 preocupações recorrentes e como minimizá-las para que a tecnologia seja uma aliada do aprendizado.

 

1.Problemas técnicos

Lidar com tecnologia pode ser difícil, pois não é isenta de falhas sistêmicas ou até mesmo operacionais. Muitos professores temem não saber utilizar iPads em sala de aula ou até mesmo lidar com eventuais problemas de software. Pior ainda se for durante a aula.

Como resolver:

Uma preparação prévia deve ser suficiente para evitar apuros em aula. O professor deve testar os iPads e os aplicativos que usará em aula com antecedência justamente para saber lidar com eventuais problemas. Para ensinar, é preciso saber. Também é possível pedir instruções de uso ou ajuda para o departamento de TI da escola.

 

2.Espaço físico e bateria

Usar tablets em aula requer que o professor se atente a bateria disponível no aparelho de cada aluno. E se a bateria acabar no meio de uma atividade importante? Além disso, por serem objetos físicos, precisarão de espaço e segurança para serem estocados.

Como resolver:

As duas situações podem ser resolvidas de uma única forma: trancando a sala de aula durante a noite com os iPads conectados às tomadas. Assim há maior segurança e os alunos não correm o risco de ficarem sem bateria durante a aula. É importante lembrar também que uma vantagem dos tablets em geral é o seu tamanho reduzido, que facilita o estoque em locais pequenos já que não ocupam muito do espaço útil de um ambiente. Se não houver tomadas suficientes, é possível solicitar à administração da escola uma régua de tomadas.

 

3.O custo de aparelhos danificados ou perdidos

É inevitável que alguns aparelhos sejam danificados ou até mesmo perdidos durante sua utilização pelos alunos. As escolas arcarão com um grande custo ao introduzir essa tecnologia em aula e pode ser mais alto do que o esperado caso os iPads sejam danificados de alguma maneira.

Como resolver:

Sim, não há garantia de que todos os aparelhos permanecerão intactos. Entretanto, é importante ressaltar que os alunos (e professores também, por que não?) estão sujeitos a erros e que o custo financeiro não deve ser maior que o custo educacional. Os iPads têm um propósito pedagógico, permitindo aprendizado personalizado e encorajando criatividade e colaboração dos alunos. Pensando logisticamente, basta que o professor esteja ciente da política interna da escola caso um dos aparelhos quebre para que a situação seja solucionada de forma eficaz. Dependendo do tamanho da preocupação e do orçamento, é possível incluir um seguro da própria Apple nos dispositivos para que o custo com um eventual conserto ou substituição não seja abusivo.

 

4.Falta de atenção

Se já é difícil atrair a atenção dos alunos com métodos tradicionais, como o professor pode lidar com distrações fornecidas por tablets que dão acesso aos alunos a redes sociais e jogos? É compreensível que parte do tempo de aula o aluno não esteja 100% concentrado, mas os iPads parecem trazer muitos riscos.

Como resolver:

É sempre importante que o professor repense suas abordagens a fim de trazer a atenção do aluno para a aula, com ou sem iPads. Por isso, o professor pode providenciar aulas que exijam a participação dos alunos e também propor atividades que não dão abertura para divagações dos alunos, como quizzes sobre o conteúdo da aula.

 

5. É o momento de aderir iPads?

Alguns professores não se sentem confortáveis em arriscar nas aulas com tecnologia tão recente. Outros não acreditam que iPads são necessários para incrementar o aprendizado dos alunos. Por que arriscar então?

Como resolver:

São questões relevantes, então cabe ao professor ponderar se os iPads podem ou não acrescentar algo às sua aulas. Para os que estão seriamente indecisos, podem pesquisar relatos de professores que já se apropriaram dessa tecnologia em aula ou até mesmo investir em tablets mais baratos. Conversar com a escola e perguntar qual a posição dela em relação ao uso de novas tecnologias em classe também pode ser uma boa.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.