Notícias

Países da UNESCO se comprometem com a igualdade na educação

      
Fonte: Shutterstock

Assegurar uma educação mais inclusiva, garantindo um ambiente educacional de equidade e qualidade para os estudantes são as principais propostas do Marco de Ação Educação 2030, que foi aprovado na última quarta-feira (4) pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), durante a Conferência Geral em Paris. Participaram do evento mais de 70 representantes e ministros dos Estados-membros.

 

Veja também:
»Professora afegã ganha prêmio de educação no Catar
» Países fazem acordo para aumentar investimentos em educação
» Todas as notícias de Educação

 

Essas propostas fazem parte das metas principais estabelecidas nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS 4). Além disso, o ODS também visa garantir oportunidades de aprendizagem para todos. O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, que esteve presente na Conferência, afirmou que “a educação é o instrumento mais efetivo para a redução das desigualdades”.

 

Melhores investimentos na educação

Um dos pontos de relevância abordados durante a Conferência foi o investimento na educação. Segundo a diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova, “o Marco de Ação estabelece critérios audaciosos e isso exige um novo financiamento”. De acordo com ela, a colaboração dos países é necessária para “atingir a meta de alocar 6% do Produto Interno Bruto (PIB) para a educação”.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.