• Quem é você?

Notícias

USP é eleita 9ª melhor dos países emergentes

      
Fonte: Shutterstock

Nesta quarta-feira (2), foi divulgado o ranking da Times Higher Education com as 200 melhores universidades dos países emergentes, incluindo as nações do BRICS, bloco econômico formado por Brasil, Rússia, Índia e China.

 

Guia de Profissões: confira cursos universitários aqui

 

Você pode ler também:

» Harvard tem os melhores MBAs que ensinam a abrir seu próprio negócio
» 10 melhores países para estudar
» Todas as notícias de Educação

 

No primeiro e segundo lugares da lista estão a Universidade de Peking e a Universidade de Tsinghua, ambas na China. O país foi o mais bem representado no ranking, com 39 instituições de ensino superior.

 

Os outros países do BRICS também se saíram bem, tendo a Índia com 16 universidades contempladas na lista, a Rússia com 15, sendo a Universidade Estatal de Moscou a 3º colocada, e o Brasil com 14 escolas.

 

Entre as representantes brasileiras está a Universidade de São Paulo (USP), que subiu da 10ª para a 9ª colocação, em relação a última edição do ranking. Em 2013, a instituição foi classificada como a 11º melhor universidade do mundo.

 

As outras faculdades euniversidades brasileiras eleitas como as melhores pela Times Higher Education foram:

24ª - Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
43ª - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RIO)
89ª - Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
102ª - Universidade Federal de Viçosa (UFV)
118ª - Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
122 ª - Universidade Estadual de São Paulo (UNESP)
125ª - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS)
130ª - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
148ª - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
167ª - Universidade Federal de São Carlos (Ufscar)
168ª - Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR)
185ª - Universidade Federal de Lavras (UFLA)
197ª - Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ)

 

Fora dos BRICS, países como Malásia, com 4 universidades no ranking, e África do Sul, em 4ª posição com a Universidade de Cidade do Cabo, também se destacaram. Na América Latina, despontaram Chile, que emplacou 6 instituições na lista, e México que, logo depois do Brasil, foi a nação com posição mais significativa no ranking, em 23º lugar, com a Universidade Nacional Autônoma do México.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.