Notícias

ENEM 2016 pode ser cancelado em 181 escolas

      
Fonte: Universia Brasil

O Ministério da Educação (MEC) anunciou nessa quarta-feira (19 de outubro) a existência de 181 escolas ocupadas que deveriam receber o Enem 2016 nos dias 5 e 6 de novembro. O ministro da educação, Mendonça Filho, afirmou que caso as escolas não forem desocupadas até o dia 31 de outubro, a prova seria cancelada nesses locais. O MEC garantiu que os 95.083 estudantes afetados realizariam a prova em uma data posterior, ainda esse ano.

O ministro afirmou que é logisticamente impossível transferir a localidade das provas de maneira a permitir que haja uma relocação de lugar, e não de datas. Ele acrescentou ainda que a pasta “não pode ficar submetida ou submeter a prova à conveniência de uma ocupação ou desocupação pela vontade de determinado grupo”. Mesmo que a remarcação ocorra, a correção será feita a tempo de garantir a participação dos alunos no Sisu.

As escolas estão sendo ocupadas desde o dia 3 de outubro, em protesto contra a reforma na educação proposta pelo MEC. Os estudantes temem a precarização do ensino caso a lei seja aprovada. E também são contra o limite de gastos do governo imposto pela Proposta de Emenda a Constituição (PEC) 241/2016.

Das 181 escolas, 145 estão no Paraná. Os estudantes do estado estão organizados no movimento Ocupa Paraná, que já se posicionou no Facebook sobre o assunto, postando o seguinte: "Governo! Você não nos representa!". Em uma imagem, os estudantes divulgaram os dizeres: "O que o governo diz: vamos cancelar o Enem; vamos cancelar os jogos; vamos cancelar as aulas; vamos cancelar os vestibulares; porque as escolas estão ocupadas. O que o governo deveria dizer: Vamos cancelar a PEC 241 e a MP 746".

Foram marcadas 21 assembleias dentro do movimento para definir quais serão os próximos passos.

Universia Enem: conheça a plataforma digital e gratuita de estudos para o Enem


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.