Notícias

Os tipos de cursos do Ensino Superior no Brasil

      
Os tipos de cursos do Ensino Superior no Brasil
Os tipos de cursos do Ensino Superior no Brasil  |  Fonte: Universia Brasil

O ensino superior no Brasil conta com várias opções de tipos de curso. Entre eles, está a famosa graduação. Mas as suas escolhas não se limitam a ela. Confira a seguir as opções para a continuidade dos estudos superiores no Brasil:

1. Cursos de graduação, a maioria com quatro anos de duração
2. Cursos de formação tecnológica, com dois ou três anos de duração
3. Cursos com cinco ou seis anos, como os de Engenharia e de Medicina

Depois da graduação, há uma série de opções para a pós-graduação:

1. Pós-graduação lato sensu (cursos de especialização e MBA ou equivalentes)
2. Programas de pós-graduação stricto sensu compreendendo o Mestrado (Acadêmico e Profissional) e o Doutorado.

Os cursos sequenciais e cursos de graduação de formação tecnológica podem ser uma opção para ingressar mais rapidamente no mercado de trabalho. É possível fazer um curso de graduação plena depois, com aproveitamento dos créditos correspondentes às disciplinas já cursadas.

Dependendo do curso e de seus planos de estudos, você poderá obter mais de um diploma, como, por exemplo, um diploma de bacharel e um de licenciado. O mesmo curso como, por exemplo, o de Administração, pode oferecer habilitações distintas em diferentes instituições de ensino. É importante informar-se sobre todos esses detalhes, antes de escolher o curso e a instituição onde pretende cursá-lo.

OS CURSOS DE GRADUAÇÃO E DIPLOMAS

São os mais tradicionais e conferem diploma com o grau de Bacharel (ex.: Bacharel em Física), Licenciado (ex.: Licenciado em Letras), Tecnólogo (ex.: Tecnólogo em Hotelaria) ou título específico referente à profissão (ex: Médico).

O grau de Bacharel ou o título específico referente à profissão habilitam o portador a exercer uma profissão de nível superior. O título de Licenciado habilita o portador para o magistério no ensino fundamental e médio. É possível obter o diploma de Bacharel e o de Licenciado cumprindo os currículos específicos de cada uma dessas modalidades. Além das disciplinas de conteúdo da área de formação, a licenciatura requer também disciplinas pedagógicas e 300 horas de prática de ensino. Os cursos de graduação podem oferecer uma ou mais habilitações.

OS CURSOS DE HABILITAÇÃO

É um programa instrucional com requisitos específicos como: disciplinas, estágio, trabalho de conclusão, entre outros. A habilitação vincula-se obrigatoriamente a um curso de graduação, visando habilitar o aluno a exercer uma atividade específica dentro da área de conhecimento do seu curso. As diferentes habilitações de um mesmo curso de graduação devem, necessariamente, compartilhar um núcleo comum de disciplinas e atividades.

OS CURSOS SEQUENCIAIS

Destinam-se à obtenção ou atualização de qualificações técnicas, profissionais ou acadêmicas. Há duas modalidades de curso sequencial: curso superior de formação específica e curso superior de complementação de estudos.

CURSO SUPERIOR DE FORMAÇÃO ESPECÍFICA

É um programa de formação de estudantes em qualificações técnicas, profissionais ou acadêmicas, que confere um diploma aos concluintes. É constituído por um conjunto de disciplinas e atividades organizadas, com carga horária e duração mínimas de 1.600 horas e 400 dias letivos, respectivamente.

CURSO SUPERIOR DE COMPLEMENTAÇÃO DE ESTUDOS

É um programa de formação de estudantes em qualificações técnicas, profissionais ou acadêmicas, com destinação coletiva ou individual, conferindo certificado. É obrigatoriamente vinculado a curso de graduação existente na IES e é constituído por um conjunto de disciplinas e atividades para atender a objetivos educacionais definidos pela instituição, no caso de cursos coletivos, ou para atender às necessidades individuais.

AS MODALIDADES DE ENSINO

O ensino pode ser ministrado nas seguintes modalidades:

1. Presencial: quando exige a presença do aluno em, pelo menos, 75% das aulas e em todas as avaliações;

2. Semipresencial: quando combina ensino presencial com parte de ensino e de outras atividades que podem ser realizadas a distância;

3. A distância: quando a relação professor-aluno não é presencial, e o processo de ensino ocorre utilizando os vários meios de comunicação: material impresso, televisão e Internet, entre outros.

Confira outras notícias sobre educação e fique por dentro do universo educativo.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.