Notícias

Como é o relacionamento da Universia Brasil com os integrantes de seus processos seletivos

      
Como é o relacionamento da Universia Brasil com os integrantes de seus processos seletivos
Como é o relacionamento da Universia Brasil com os integrantes de seus processos seletivos  |  Fonte: Shutterstock
Luis Cabañas, Universia Brasil

Gabriel Zamboni

É gerente Comercial da Universia Brasil. Ele participa da série Recrutamento e Seleção para as Empresas
A Universia Brasil oferece um serviço de recrutamento e seleção diferenciado em relação a outras consultorias do mercado de trabalho: seus processos têm como principal objetivo alinhar as necessidades da empresa contratante com as expectativas do candidato em relação ao novo emprego.

Um dos principais erros cometidos por empresas na hora de selecionar funcionários é não estruturar seu processo seletivo baseado em sua cultura organizacional, ou seja, contratar pessoas que não compactuam com os mesmos valores da organização é tempo perdido.

Para realizar uma boa contratação, uma empresa não deve apenas considerar as competências técnicas do seu candidato, mas sim suas características comportamentais. Pensando nisso, todos os processos seletivos conduzidos pela Universia Brasil são construídos de acordo com a missão, visão, valores e propósitos da organização.

A estruturação do processo é feita toda em conjunto com a companhia contratante. Para desenhá-lo de acordo com as expectativas da empresa, a equipe Universia realiza, antes da divulgação da vaga, uma entrevista com o RH e o gestor responsável pela oportunidade. Na conversa, a nossa equipe de Recrutamento e Seleção procura mergulhar na cultura da organização e descobrir exatamente o que o gestor está esperando do candidato ideal.

Ao longo do encontro de alinhamento, a Universia Brasil procura direcionar a empresa a seguir o caminho mais assertivo. Por exemplo: alguns gestores não sabem explicar exatamente o que querem do novo funcionário e isso é prejudicial para os candidatos, que precisam saber se possuem o perfil aderente às expectativas. Quando isso acontece, procuro mostrar, a partir de resultados positivos de outros processos, a importância da definição dessas características e da construção em conjunto do processo.

Mas não é só com as empresas que a Universia mantém um relacionamento construtivo ao longo dos processos: todos os candidatos participantes recebem feedbacks da equipe durante as etapas. Assim como não queremos frustrar o gestor na sua escolha, não queremos decepcionar o candidato, que, geralmente, está em busca de seu primeiro emprego.

À medida que o participante vai avançando nas etapas, vai recebendo feedbacks mais estruturados, alinhados ao momento do processo. Queremos agregar no desenvolvimento profissional daqueles jovens. Por isso, sempre apontamos como eles podem se destacar nas próximas fases e alcançar o objetivo de conquistar a vaga desejada. Indicamos como eles podem aprimorar suas habilidades, apresentamos ferramentas, mostramos onde eles podem chegar se tiverem determinação.

A boa comunicação e relação da Universia com a empresa contratante e com os candidatos participantes fazem com que os processos seletivos sempre tenham resultados assertivos. Agimos como parceiros e, por isso, sempre conseguimos acertar na seleção dos melhores candidatos: aqueles que estão alinhados à cultura organizacional do local onde irão trabalhar – o que evita conflitos e desapontamentos, tanto por parte da companhia, como do novo funcionário.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.