Notícias

EMPREENDENDO DE CASA: conheça as armadilhas mais comuns

      
EMPREENDENDO DE CASA: conheça as armadilhas mais comuns
EMPREENDENDO DE CASA: conheça as armadilhas mais comuns  |  Fonte: Shutterstock

Empreender na sua própria casa tem várias vantagens. Você pode contar com a ajuda de familiares, não precisa investir muito e pode manter o seu emprego. Mas nem tudo são vantagens, ainda existe a possibilidade das coisas darem errado. Entenda quais são as principais armadilhas de empreender na sua casa:

Siga a série Aprendendo a Empreender

1. NÃO COMPARTIMENTAÇÃO

O sucesso de um empreendimento realizado em casa pode ser medido a partir da facilidade com que o negócio é colocado na sua vida sem interferir com a sua família ou emprego. O maior perigo está em ficar sobrecarregado e fora de equilíbrio.

Você pode minimizar esse risco reservando o tempo necessário para manter todas as suas atividades dentro da sua vida. Isso inclui tempo com a família, recreação, descanso, trabalho e tarefas domésticas. O melhor jeito de garantir que isso aconteça é delegando tarefas para familiares ou empregados.

2. FALHA EM LIMITAR RISCOS

Agir da forma mais segura possível deve ser a essência de um negócio baseado em casa. Por exemplo, não existem obrigações para alugar uma loja. Mesmo assim vão existir riscos, mas você pode limita-los. Veja como:

Antes de qualquer coisa, estabeleça (e obedeça) um limite do que você está disposto a arriscar
Evite garantias pessoais
Comece comprando apenas o estritamente necessário
Não hesite em trabalhar num modelo de entrega após pagamento apenas
Comece pequeno e vá crescendo lentamente

3. LIMITAÇÕES FÍSICAS

Existe o risco de ficar fisicamente exausto depois de algum tempo devido à falta de descanso e relaxamento necessário. Uma vida disciplinada e balanceada é um requisito de negócios importante.

4. NÃO TER AS LICENÇAS NECESSÁRIAS

Dependendo do tipo de negócio que você quer ter - e da parte do país em que você está - talvez seja necessário ter alguma licença ou autorização do governo ou de algum outro órgão para atuar. Siga o ditado “é melhor prevenir do que remediar”, e se informe sobre isso.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.