Notícias

Meu currículo não é bom. Veja como melhorá-lo!

      
Meu currículo não é bom. Veja como melhorá-lo!
Meu currículo não é bom. Veja como melhorá-lo!  |  Fonte: Shutterstock
Notícias Seu Emprego, Universia Brasil

SEU EMPREGO

Recrutadores convidados pela Universia Brasil falam sobre como conseguir um emprego, mercado de trabalho e desenvolvimento profissional. Acompanhe a série

Cadastre seu CV grátis na Universia Emprego

Cadastre grátis aqui

A primeira avaliação de um profissional é feita por meio de seu currículo. Por isso, o documento precisa estar bem estruturado e possuir as informações necessárias para despertar o interesse de quem está lendo.

Quando o currículo não está bom e parece não estar sendo efetivo, só há uma solução: construí-lo novamente do zero. Só assim é possível reestruturar o conteúdo, dividir os tópicos da maneira correta e verificar se não há nenhuma informação importante faltando.

Como construir um currículo efetivo? Vamos lá! Lembrando que os tópicos abaixo devem cabem em, no máximo, duas páginas:

DADOS PESSOAIS

O profissional precisa, primeiramente, apresentar-se. Por isso, o primeiro tópico deve conter nome completo, idade, estado civil, endereço completo, telefone residencial, celular e e-mail para contato. Os dados devem estar completos e atualizados. Inserir foto fica a critério da pessoa, mas a imagem deve ser de caráter profissional.

OBJETIVO PROFISSIONAL

De acordo com o que está buscando em sua carreira, o profissional deve descrever, de forma sucinta e direta – três linhas, no máximo –, seus objetivos profissionais e na empresa contratante.

FORMAÇÃO ACADÊMICA

Colocar os cursos que integrou no currículo por ondem de conclusão – sendo o que está sendo cursado o primeiro da lista. A descrição deve conter nome da instituição, curso, ano em que começou e previsão de término. MBA, Pós-Graduação e Cursos Livres também devem ser citados.

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Elencar as experiências profissionais de acordo com sua realização. Colocar nome do cargo, período de trabalho e descrição das atividades e responsabilidades da colocação. Candidatos que não possuem experiências profissionais podem citar trabalhos realizados na faculdade, emprego em empresa júnior ou atlética, desenvolvimento de projeto acadêmico, auxilio em empresa familiar, intercâmbio, trabalho voluntário etc.

QUALIFICAÇÕES E HABILIDADES

Divulgar informações relacionadas ao seu desenvolvimento profissional: características comportamentais, competências técnicas, cursos de idiomas, etc. É necessário citar o nível de conhecimento em alguns itens: básico, intermediário ou avançado.

OUTRAS INFORMAÇÕES

Tópico em que o profissional pode adicionar informações relevantes que não couberam nos outros itens: experiências internacionais, publicações ou atividades extracurriculares.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.