Notícias

Texto dissertativo-argumentativo: mitos e verdades

      
Descubra quais são as características do texto dissertativo-argumentativo do Enem
Descubra quais são as características do texto dissertativo-argumentativo do Enem  |  Fonte: Shutterstock

ENEM: SIMULADO + PLANO DE ESTUDOS GRÁTIS!

CADASTRE-SE!

O texto dissertativo-argumentativo é a modalidade de texto mais comum na escola e é ela que o Enem espera dos seus candidatos todos os anos, como é afirmado na Cartilha do Participante:

“A prova de redação exigirá de você a produção de um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, sobre um tema de ordem social, científica, cultural ou política.”

Todo mundo já fez um texto desse tipo na vida, mas será que você sabe dizer o que faz um texto ser dissertativo-argumentativo? Para sanar essa dúvida, a Universia Brasil conversou com o professor de redação do Anglo Vestibulares Eduardo Calbucci. Veja a seguir quais são as características de um texto argumentativo-dissertativo, e os mitos sobre ele:

1. Usa palavras abstratas

O texto dissertativo-argumentativo se baseia no mundo das ideias, e não de casos específicos. Por isso, é importante utilizar argumentos abstratos na construção do texto. Expor situações, oferecer dados (que podem ser retirados do texto de apoio) e citar teorias que comprovem a sua tese são características de textos dissertativo-argumentativos. Como disse o professor Calcucci, é o momento de “falar de coisas abstratas para defender uma determinada visão de mundo”.

Mito: Não pode dar exemplo no Enem.

Você pode ser dar exemplos na redação do Enem, só não pode fazer um texto que é só um grande exemplo. Não há nada na Cartilha do Candidato que proíba ou exija exemplos, mas eles são uma boa forma de deixar o seu texto mais próximo da realidade, e quando usados bem, podem ajudar na sua nota.

Veja o primeiro parágrafo da redação de Gabriela Almeida Costa, que tirou nota mil:

“Desde o início da expansão da rede dos meios de comunicação no Brasil, em especial o rádio e a televisão, a mídia publicitária tem veiculado propagandas destinadas ao público infantil, mesmo que os produtos ou serviços anunciados não sejam destinados a este. Na década de 1970, por exemplo, era transmitida no rádio a propaganda de um banco utilizando personagens folclóricos, chamando a atenção das crianças que, assim, persuadiam os pais a consumir.”

2. Tem progressão argumentativa

O texto dissertativo-argumentativo deve ter introdução, desenvolvimento e conclusão. Além disso, as ideias expostas em cada parágrafo devem ser usadas como uma forma de se aproximar da conclusão. Ou seja, procure fazer argumentos que cresçam a partir dos anteriores, não só ideias sem conexão.

Mito: Seu texto deve ter 4 parágrafos.

Seu texto pode ter quantos parágrafos você precisar, desde que ele caiba em 30 linhas. Não há nada que obrigue você a seguir aquele modelo de um parágrafo para introdução, dois para desenvolvimento e um para conclusão. Isso não é avaliado, mas sim a sua competência argumentativa. Veja a redação de Clara de Araujo Dias, que tirou nota mil com apenas três parágrafos:

“A Lei Seca foi implantada no Brasil no ano de 2008, com a finalidade de reduzir o número de acidentes de trânsito, tendo em vista que 30% destes são causados por condutores alcoolizados. A lei determina que, se comprovada a ingestão de álcool através do teste do “bafômetro” ou exame de sangue, o motorista poderia perder sua habilitação e até cumprir pena , além de pagar uma multa.

No período inicial de implantação da lei, a população se surpreendeu com a quantidade e seriedade das fiscalizações. Certamente, o brasileiro acreditou que continuaria impune ao colocar em risco a sua vida e a dos que o cercam. Com a percepção de que seus atos teriam sérias consequências, veio uma notável mudança de postura da população, que passou a deixar seus carros em casa, utilizando outros meios de transporte ou até mesmo não consumindo bebidas alcoólicas.

Entretanto, como toda generalização, esta também é equivocada: não é plausível afirmar que toda a população brasileira possui consciência de que beber e dirigir acarreta danos graves. Ainda há a parcela que conserva o pensamento de que “nada de ruim acontecerá” e “apenas uma latinha não fará mal”. Para atingir essa parcela ainda existente, algumas medidas já têm sido tomadas, como a divulgação de publicidade. Mesmo com os resultados significativos após cinco anos de implantação da lei, existem outras ações que podem ser tomadas: implantação de aulas e palestras para uma conscientização precoce sobre os efeitos do uso do álcool nas redes de ensino básico, melhorias no sistema de transportes públicos (diminuindo a dependência dos privados), incentivos fiscais aos taxistas (levaria a uma redução nas tarifas) e, finalmente, aumento nas fiscalizações em determinados horários.”

Também não existe razão para se preocupar em fazer parágrafos mais ou menos do mesmo tamanho. Se a sua argumentação precisar de um parágrafo de cinco linhas e outro de duas, ninguém vai tirar pontos por isso. Repare no tamanho do último parágrafo do texto acima, é bem maior do que os outros e não foi problema nenhum.

3. Valida uma tese

A tese do seu texto argumentativo é a ideia que você está tentando defender. Ela é um olhar específico sobre o tema, e que deve fazer sentido com a sua proposta de intervenção. A violência contra a mulher é um tema, a violência contra a mulher ser causada pelo objetificação dos corpos femininos é uma tese, e a conscientização da população e intervenção da mídia é uma proposta de intervenção.

No caso do Enem, a sua argumentação deve resultar numa proposta de intervenção, e que deve ser relacionada à sua tese. Ela é obrigatória em todas as redações do Enem, e deve ser o mais realista possível. Em textos dissertativo-argumentativos propostos por outros vestibulares, a proposta de intervenção é opcional.

Mito: Existe um lado certo para argumentar.

Você pode argumentar para o lado que quiser, desde que ele respeite os direitos humanos e seja bem fundamentado. Ou seja, não escreva a sua redação tentando prever o que o examinador quer ler. Escreva pensando em qual argumento você vai escrever melhor. Mesmo que isso signifique ficar “em cima do muro”. Veja a conclusão dessa redação nota mil, feita por João Pedro Maciel Schlaepfer:

“Nesse sentido, torna-se evidente, portanto, a importância do assessoria parental e organização do Estado frente a essa questão. Não se pode atuar com descaso, tampouco ser extremista. A criança sabe o que é melhor para ela? Talvez saiba, talvez não. Até que se descubra (com sua criticidade amadurecida), cabe às entidades superiores auxiliá-la nesse trajeto.”

Qual a diferença entre texto argumentativo e dissertativo?

Um texto dissertativo procura expor fatos sobre um assunto, o objetivo dele é provocar pensamento, mostrar lados do tema proposto. Já o texto argumentativo procura convencer o leitor de alguma coisa, argumentar para comprovar uma hipótese. No texto dissertativo-argumentativo, você tem que fazer os dois. Expor ideias e provocar reflexões que levem à uma conclusão na qual você acredita.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.