Notícias

7 filmes sobre História para estudar de uma forma mais divertida

      

Quer aprender sobre os principais fatos históricos de forma prática e divertida? Então está lendo o artigo certo. Confira as dicas que temos para você chegar mais perto da aprovação!

1. “Gladiador” (2000)

Tema: História Antiga

Embora seja comum pensar que o filme estrelado por Russell Crowe no papel de Maximus seja baseado em fatos históricos, a verdade é que parte do que foi contado é mesmo ficção.

De qualquer forma, “Gladiador” — dirigido por Ridley Scott e vencedor de 5 Oscars, incluindo o de melhor filme — é um retrato da sociedade romana nos tempos dos imperadores Cômodo e Marco Aurélio.

O principal debate que a superprodução levanta é sobre a conhecida política do “pão e circo”. Apesar de o enredo se desenrolar por volta dos anos 200 a.C., muito do que é contado permanece atual, como a estratégia de certos governantes em criar diversão barata para manter o povo alheio ao que realmente importa.

2. “O Nome da Rosa” (1986)

Tema: Idade Média

Se “Gladiador” não deixa claro o que é verdade e o que não é, em “O Nome da Rosa” toda a história se baseia no livro homônimo, escrito por Umberto Eco e lançado em 1980.

Sean Connery interpreta um monge franciscano que se vê envolvido em uma trama após as mortes misteriosas de sete monges em apenas uma semana. Tudo acontece no ano de 1327, na Baixa Idade Média, período em que o catolicismo era a doutrina dominante na Europa.

Em um período histórico no qual reinava o medo do castigo divino e os países não existiam tal como conhecemos hoje, não deixa de ser interessante ver a Igreja agindo como se fosse a polícia.

3. “Maria Antonieta” (2006)

Tema: Revolução Francesa

Os livros de História apontam os excessos da corte francesa no século XVIII como uma das causas para a Revolução Francesa. Naturalmente o monarca Luís XVI ganharia fama por ser o rei da França nesse período. No entanto, existe uma outra figura que simboliza os abusos da monarquia nessa época turbulenta: Maria Antonieta.

O filme biográfico dirigido por Sofia Coppola mostra um lado mais humano da rainha, interpretada por Kirsten Dunst. De certa forma, a produção tenta evidenciar que o ambiente da corte pesou para que Maria Antonieta se tornasse uma governante afastada do seu povo. Assim, o desfecho só poderia ser as revoltas que tiveram início em 14 de julho de 1789, após a queda da Bastilha.

4. “10.000 a.C.” (2008)

Tema: Pré-história

O estudo da Pré-história depende em grande parte do esforço dos arqueólogos, afinal, estamos tratando de um período que antecede a invenção da escrita.

Na falta de registros em textos e relatos dos que estiveram lá, o cinema acaba preenchendo algumas lacunas, pelo menos para elucidar como as pessoas viviam em tempos tão distantes.

Dirigido por Roland Emmerich, o filme “10.000 a.C.” cumpre bem esse papel. A produção serve para compreendermos melhor como o homem se organiza em sociedades para sobreviver desde tempos imemoriais. Se fosse diferente, as feras gigantescas que existiam nessa época provavelmente teriam levado nossa espécie à extinção.

5. “O Resgate do Soldado Ryan” (1998)

Tema: Segunda Guerra Mundial

Estrelado por Tom Hanks, no papel do capitão fuzileiro naval John H. Miller, o filme conta a saga de um pelotão em busca de um paraquedista desaparecido em combate.

Tudo começa no épico Desembarque da Normandia pelas forças de ataque norte-americanas em 6 de junho de 1944. O inimigo era o exército nazi-fascista, cujo líder era o ditador Adolf Hitler.

Ryan seria mais um combatente entre tantos que sucumbiram na Segunda Guerra Mundial, se não fosse por um dado: ele era o único sobrevivente de 4 irmãos que foram para a guerra. Assim, o pelotão do capitão Miller recebe a missão de localizar e trazer Ryan de volta com vida, como tributo pelas enormes perdas que sua família sofreu.

A superprodução é dirigida por Steven Spielberg, que ganhou o Oscar de melhor diretor, além de outros 4 recebidos e 6 indicações.

6. “Getúlio” (2014)

Tema: História do Brasil

Os últimos dias de vida de um dos presidentes mais carismáticos e polêmicos da História do Brasil são mostrados na produção que leva seu nome. Tony Ramos é Getúlio Vargas, que, na produção, se vê politicamente isolado em função de um atentado contra o seu maior opositor.

O então jornalista Carlos Lacerda, vivido por Alexandre Borges, depois de sobreviver, passa a atacar ferozmente Getúlio, que se vê acuado pelas acusações de ter mandado exterminar o rival.

Com direção de João Jardim, o filme lança uma lente de aumento nos fatos diretamente ligados ao suicídio de Getúlio. Ao mesmo tempo, induz à reflexão sobre como os chefes de Estado brasileiros jamais puderam governar com tranquilidade, mesmo sendo eleitos pelo povo.

7. “Carlota Joaquina, Princesa do Brazil” (1995)

Tema: Brasil Colônia

Já que a ideia é tornar o estudo de História divertido, uma boa pedida é o filme “Carlota Joaquina, Princesa do Brazil”. A própria grafia de Brazil com “z” já é uma referência à pegada satírica do filme, dirigido por Carla Camurati e estrelado por Marieta Severo, que interpreta a monarca.

Mesmo com o humor entremeando as cenas, o enredo trata de um evento decisivo da historiografia brasileira: a transferência da corte portuguesa para o Rio de Janeiro em 1808, fugindo das invasões napoleônicas.

Outro destaque do filme é o ator Marco Nanini no papel de D. João VI. O atrapalhado príncipe regente lusitano elevou nosso país de colônia a Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves.

Uma curiosidade é que, para alojar a enorme comitiva que vinha da Europa, diversos brasileiros tiveram que desocupar suas casas, que foram marcadas com a sigla P.R. (Príncipe Regente). Sempre irreverente, a população local não perdeu tempo e deu uma nova interpretação para a sigla: “Ponha-se na Rua”.

Detalhes desse tipo fazem parte dos filmes sobre História, cujo estudo é sempre enriquecido pelas lentes dos cineastas.

Aproveitando que você está com a pipoca e o refrigerante prontos para uma sessão, que tal conhecer indicações de filmes para ajudar a estudar Física de forma mais divertida?



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.