• Quem é você?

Notícias

5 pontos chave para escrever uma boa introdução

      
Ela resume os aspectos e objetivos do trabalho e se apresenta de maneira atrativa para despertar o interesse no leitor
Ela resume os aspectos e objetivos do trabalho e se apresenta de maneira atrativa para despertar o interesse no leitor
  • A introdução começa com uma base ampla e depois se reduz ao seu campo particular de estudo, explicando a lógica por detrás de cada passo.
  • Imagine uma pirâmide invertida, onde você começa com uma visão ampla e onde você direciona para uma declaração de uma tese ou uma hipótese, que deveria ser o elemento final da introdução.
  • Na introdução você trata de informar ao leitor sobre a lógica que há por trás do trabalho, justificando por que ele é um componente essencial da pesquisa neste campo.

introdução não tem um limite escrito de palavra, mas deve ser o mais concisa possível. Pode ser uma parte difícil de escrever do texto, razão pela qual muitos cientistas e pesquisadores preferem deixá-la para o final, para ter a certeza de não esquecer pontos importantes.

A introdução nos proporciona uma revisão geral do documento. Funciona sobre o principio de apresentar o tema do artigo e colocá-lo em um contexto amplo, reduzindo-o gradualmente até chegar a um problema de pesquisa, tese e hipótese.

Uma boa introdução explica como o autor espera resolver a problemática da pesquisa e cria umas pautas para conseguir com que o leitor queira aprofundar mais no trabalho.

O autor deve supor que o seu artigo está dirigido a pessoas que têm bons conhecimentos práticos deste campo em particular.

O Contexto

A primeira tarefa da introdução consiste em estabelecer o cenário, para dar ao artigo um contexto e para ver como ela se encaixa com as pesquisas prévias dentro do mesmo campo.

Importância

Nesta parte, o autor deverá expor como vai completar o seu trabalho, expondo os seus objetivos e sua metodologia. O autor está tratando de prever qual será o impacto das suas pesquisas se tudo funcionar como é devido, por exemplo.

Limitações

A introdução é o lugar para destacar as debilidades do experimento desde o princípio.

Por exemplo, uma experiência ideal deveria ter amostras aleatórias perfeitamente, mas existem inúmeras boas razções para que isto não seja sempre possível. Sempre que o autor fizer esta advertência ao leitor sobre isto, para que eles estejam prevenidos das deficiências, para que possam ter ferramentas para julgar a validade da pesquisa.  

Suposições

O autor deve estabelecer os princípios básicos antes de iniciar a experiência: qualquer pesquisa será construída ao redor dessas suposições.

Conselhos

Existem alguns conselhos que podem ajudar a escrever uma boa introdução, despertando o interesse e estimulando o leitor a ler o resto de sua obra.

Deve ser curta

Uma introdução longa e rebuscada desanimará o leitor e o trabalho perderá pontos. É importante que na confecção da introdução você não perca de vista o seu esquema para o trabalho, e a estrutura da sua introdução de maneira similar.

Defina o Problema

Toda a introdução deveria terminar na pregunta da pesquisa e na declaração da hipótese. Ao final da introdução, o leitor deveria saber exatamente qual o objetivo que se pretende alcançar com o trabalho. Além disso, a sua conclusão e a discussão levarão à introdução, e isto será mais fácil se o problema proposto estiver definido.

Organização

Enquanto escrever o artigo, pode acontecer de que as ideias comecem a ir a uma direção algo diferente da que foi planejada. Neste caso, é deixar-se levar, mas é preciso ajustar a introdução à consequência. Algumas pessoas trabalham inteiramente a partir de um esquema e depois escrevem a introdução na última parte do processo.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.