Notícias

Encontro de oportunidades

      
Entrevistas - IV Encontro de Reitores Universia
Entrevistas - IV Encontro de Reitores Universia

Com grandes expectativas para uma rica troca de experiências e o estabelecimento de parcerias institucionais, mais de 600 reitores e representantes acadêmicos aguardam a realização, nos dias 21 e 22 de maio, do IV Encontro Internacional de Reitores Universia, a ser sediado pela Universidade de Salamanca, na Espanha.

Sob o slogan "Universidade, Sociedade e Futuro”, as discussões resultarão na Carta de Salamanca, um documento com as principais conclusões e propostas para ajudar na construção do Ensino Superior dos próximos anos.

“No mundo atual, nenhuma iniciativa resiste fora da internacionalização; mesmo soluções regionais precisam estar amparadas em aspectos globais”, afirma o reitor da UCSal (Universidade Católica do Salvador), Prof. Dr. Pe. Maurício da Silva Ferreira, um dos membros da comitiva brasileira do Encontro.

Com base no que viveu ao participar da última edição do evento, em 2014 no Rio de Janeiro, Ferreira pretende voltar de Salamanca com novos projetos e novas ideias. “Foi de fundamental importância para mim, que estava em início de gestão, ter participado em 2014. A conversa direta, de reitor a reitor, acelera os processos, além de ajudar a visualizar a melhor forma para concretizar os projetos que temos em mente”, comenta.

Em sua busca pela internacionalização nestes últimos quatros anos, a UCSal hoje já contabiliza cerca de 20 convênios ativos com universidades estrangeiras, incluindo a própria Universidade de Salamanca.

Também participante em 2014, o reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Prof. Dr. Ing. Benedito Guimarães Aguiar Neto, pretende, com sua presença no IV Encontro, reforçar e ampliar as parcerias internacionais. “As minhas expectativas são as melhores com relação às oportunidades de novas frentes de cooperação acadêmica e científica e, também, pelo alto nível dos debates, o que irá contribuir para realimentar o nosso projeto de universidade”, diz.

O compartilhamento de iniciativas bem-sucedidas é o atrativo vislumbrado pelo reitor da UFPA (Universidade Federal do Pará), Prof. Dr. Emmanuel Zagury Tourinho. “É a primeira vez que irei a um encontro internacional promovido pela Universia e meu desejo é que ele seja muito produtivo para que, coletivamente, aprofundemos a nossa compreensão dos desafios impostos ao ensino superior no contexto atual para que a educação superior esteja cada vez mais em sintonia com as necessidades da sociedade”, afirma.

 

Temáticas relevantes

Estruturado de forma a proporcionar discussões nos temas mais urgentes da gestão universitária, o IV Encontro Internacional de Reitores Universia tem, entre seus eixos temáticos, a questão do desafio da formação e do aprendizado em um mundo digital, uma realidade que tem promovido uma mudança cultural nas instituições de ensino superior. “Há uma tensão entre este aluno ‘digital’ e a cultura universitária tradicional. O objetivo é tornar positiva esta tensão, com o uso da tecnologia para tornar o processo de formação do aluno mais estimulante e mais eficiente”, diz o reitor da UCSal.

Ele pretende compartilhar as experiências desenvolvidas na universidade com o convênio firmado com o Google for Education, o processo formativo em metodologias ativas de ensino e aprendizado vivenciado já por 200 professores da instituição e a estratégia de entregar um chromebook para cada aluno no momento da matrícula como parte do material didático.

Além de vivenciarem transformações na maneira como transmitem conhecimento, as instituições de ensino superior do mundo todo também têm se questionado sobre a forma como produzem conhecimento. Por isso, uma das perguntas que o IV Encontro pretende responder é “Pesquisar na Universidade: um paradigma a ser revisado?”.  

Para o reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie, não há discordância com relação à importância da pesquisa na universidade. “A pesquisa é muito importante porque ela realimenta o ensino e à universidade cabe o papel de gerar o conhecimento novo, seja ele científico ou tecnológico”, destaca. Para ele, uma das questões mais intricadas recaem sobre a forma de financiamento. “A pesquisa científica não pode prescindir das agências de fomento, governamentais ou privadas. Mas a pesquisa aplicada e a que visa à inovação devem ser feitas em parceria com o setor demandante, seja industrial ou de serviços”, defende Neto, reforçando que os esforços dos pesquisadores precisam sempre estar voltados para transformar o conhecimento produzido em algo acessível e útil à sociedade.

Como terceiro e último eixo de discussão proposto para o IV Encontro está a contribuição para o desenvolvimento social e territorial. Uma questão central, na visão de Tourinho, reitor da UFPA, em países em desenvolvimento e com grandes desigualdades sociais. “As universidades podem dar uma resposta efetiva, contribuindo de modo expressivo para a inclusão social por meio da oferta de oportunidades para jovens de todos os setores da sociedade no acesso ao ensino superior”, afirma.

Ele destaca o que ocorre atualmente nas universidades brasileiras com as políticas para a inclusão de estudantes oriundos de famílias de baixa renda, negros, indígenas e quilombolas. “São jovens, antes excluídos, que agora estão saindo das universidades com capacidade de desenvolver seus talentos com uma perspectiva de crescimento pessoal e profissional, e que, muitas vezes, impactam diretamente o desenvolvimento de suas próprias comunidades”, descreve.

A prática da extensão universitária é outra dinâmica cuja importância é ressaltada por Tourinho. “Este trabalho com organizações da sociedade que enfrentam as questões da exclusão em seu cotidiano é típico de instituições de ensino superior latino-americanas, até por conta do ambiente social no qual estão inseridas”, diz.

Como resultado, além da contribuição direta para a mudança positiva de realidades e diminuição de desigualdades, ele aponta o fato de que esta atividade promove o contato dos alunos com diferentes realidades sociais, sensibilizando e ampliando sua percepção, algo relevante para como se dará sua atuação profissional depois de formado.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.