Notícias

Dá para estudar na Inglaterra com a nota do Enem! Confira essa e outras duas formas diferentes para utilizar o resultado do exame

      

Não chega a ser novidade que a nota do Enem pode ser utilizada para conseguir uma vaga em uma universidade brasileira. Desde 1999, quando foi instituído, o exame vem se consolidando como a principal porta de entrada para o ensino superior.

O que nem todos sabem é que, com a sua nota, é possível garantir acesso a instituições fora do Brasil e até concorrer em concursos públicos. Ou seja, são mais possibilidades para quem está em busca de um lugar ao sol, até mesmo no mercado de trabalho.

Quer aprender a utilizar o Exame Nacional do Ensino Médio para alavancar sua carreira e ter mais oportunidades? Não abra outra aba em seu navegador até terminar de ler este artigo!

1. Estudar na Inglaterra

Entre os muitos critérios seletivos para estudar em uma universidade inglesa, a nota do Enem está entre as mais relevantes. Além disso, você precisará comprovar fluência em inglês antes de tentar uma vaga.

Diferentemente do Brasil, em que somente a aprovação e classificação no vestibular garante o ingresso no ensino superior, no Reino Unido são considerados outros fatores. Portanto, avalie bem o que cada universidade exige antes de se candidatar.

Confira as instituições da terra da rainha que adotam o desempenho no exame do ensino médio em seus processos seletivos!

Universidade de Oxford

Presença certa nas listas de melhores universidades do mundo, Oxford é uma das instituições da Inglaterra que levam em conta o conceito obtido no Enem ao avaliar se você está preparado para ingressar em um curso.

No entanto, você vai precisar de muito mais para conseguir a vaga. O processo seletivo de Oxford é um dos mais rigorosos, no qual apenas cerca de 20% dos candidatos estrangeiros consegue aprovação.

Interessado? Acesse a página oficial da University of Oxford e saiba em detalhes o que fazer!

Kingston University

A Universidade Kingston também é rigorosa na análise curricular dos candidatos brasileiros. A admissão não depende apenas da boa nota do Enem, mas de outros requisitos e de uma avaliação individual.

Se a sua escolha for o ingresso com o grau no exame do ensino médio, você precisará ter aproveitamento de, no mínimo, 55%.

Acesse o site da Kingston University e saiba mais!

University of Glasgow

Além do conceito no Enem, a Universidade de Glasgow, capital da Escócia, também considera diplomas de bacharelado para aceitar alunos em seus cursos de graduação.

Outra vantagem é a longa tradição de estudantes brasileiros presentes em suas salas de aula.

De acordo com o site institucional, discentes do Brasil são admitidos desde 1811, quando o carioca Ignacio Josep de Araújo Vieira tornou-se o primeiro “brazuca” a ingressar como aluno.

Para saber mais, vá até o site da University of Glasgow direcionado a brasileiros e tenha todas as informações de que precisa.

University of Bristol

Outra instituição que estabelece critérios bem próprios para admitir brasileiros é a Universidade de Bristol. O grau no Enem conta, desde que seja acima da nota de corte. Além disso, é exigido que você tenha, pelo menos, cursado o “foundation year” (espécie de ciclo básico) em uma universidade inglesa, ou um ano no ensino superior brasileiro.

Veja o que mais você precisa no site da University of Bristol.

2. Estudar em Portugal

A maior vantagem de estudar em Portugal é, certamente, o idioma. Diferentemente do Reino Unido, você não precisará comprovar fluência, afinal, todos somos falantes de língua portuguesa, certo?

Os critérios também são ligeiramente distintos, afinal, os estudantes brasileiros se beneficiam de 28 acordos de cooperação, assinados pelos governos brasileiro e português.

Sendo assim, para usar a sua nota do Enem para se candidatar a uma universidade de Portugal, você precisará preencher os seguintes requisitos:

  • não ter nacionalidade portuguesa;
  • não morar em Portugal há mais de 2 anos;
  • ter o certificado de conclusão do ensino médio apostilado;
  • ter passaporte válido.

Por outro lado, cada instituição adota critérios específicos para admissão de estudantes do Brasil. Dependendo da universidade e do curso escolhido, a nota do Enem pode ter pesos diferentes, portanto, tenha atenção na hora de fazer a sua inscrição.

Então, partiu Portugal? Veja algumas das instituições que aceitam o seu conceito no Enem e boa sorte!

3. Concurso público

Outra das muitas possibilidades abertas pelo Enem é a de ingressar em um cargo no serviço público.

A vantagem mais significativa é que, sendo funcionário concursado, você terá estabilidade. Ou seja, só ficará desempregado em condições muito específicas.

É uma ótima chance para você ter mais tranquilidade para continuar seus estudos. Sem a preocupação de encontrar uma fonte de renda segura, poderá se dedicar à graduação com mais intensidade.

A remuneração média varia, podendo alcançar, em alguns cargos, salários de cerca de R$ 6 mil. Nada mal, considerando que, no mercado de trabalho, a remuneração de R$ 1,5 mil para um estágio é considerada ótima.

Confira a seguir alguns órgãos públicos que utilizam o Enem como critério de acesso.

Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado de Minas Gerais (Seplag)

Em 2016, o órgão administrativo do estado de Minas começou a aceitar o Enem como porta de entrada para seus cargos de nível médio. Veja o edital do último concurso realizado e fique atento aos próximos exames.

Polícia Militar da Paraíba

Para conseguir uma vaga no Curso de Formação de Oficiais (CFO) da Polícia Militar do Estado da Paraíba, é obrigatório realizar o Enem, cuja nota passou a ser utilizada desde 2013 no processo seletivo da instituição.

Acesse o site para saber mais.

Brigada Militar

Outro concurso público militar que usa o Enem como parâmetro de seleção é a Brigada Militar, a polícia militar gaúcha.

Assim como todos os órgãos militares, para ser admitido o candidato deve preencher outros requisitos, além de apresentar a nota do Enem. Entre eles, ser brasileiro, não ter antecedentes criminais, ser aprovado em testes físicos, psicológicos e em exames médicos. Um desafio e tanto, mas que pode significar uma oportunidade para alçar voos ainda maiores!

Fique por dentro das principais notícias sobre vagas em universidades, empregos e muito mais. Assine agora nossa newsletter e receba conteúdos úteis em seu e-mail!



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.