• Quem é você?

Notícias

8 formas de ganhar experiência profissional

      
Fonte: Shutterstock

Uma ótima opção é procurar oportunidades dentro do próprio campus, que possam servir como atividades extracurriculares e fazer a diferença na hora de procurar um estágio.

Para ajudar você a escolher o caminho mais adequado, destacamos 8 maneiras de encorpar seu currículo para começar a carreira com o pé direito. Acompanhe!

1. Trabalhar na faculdade

Uma das formas mais comuns de ganhar experiência profissional durante a graduação é conseguir um estágio ou uma vaga de assistente para algum departamento da própria instituição de ensino.

Tente buscar por oportunidades em setores que tenham alguma relação com a carreira que deseja seguir, pois, além de aprender, você também poderá começar a construir sua rede de contatos profissionais.

Outro benefício do estágio na faculdade é que ele facilita a conciliação entre trabalho e estudo, uma habilidade útil para o resto da vida.

E não podemos deixar de lado a possibilidade de conseguir uma bolsa de estudos. Funcionários de instituições particulares são isentos de pagar mensalidades quando são alunos, ou seja, você estará juntando o útil ao essencial.

2. Participar de um projeto de pesquisa

Iniciar um projeto de pesquisa pode ser enriquecedor para um aluno da graduação, já que é uma ótima forma de ganhar reconhecimento acadêmico e vivência profissional. Outra vantagem é ter a possibilidade de receber uma remuneração ou bolsa de estudos como incentivo pelo trabalho.

Alguns alunos optam por auxiliar professores em seus próprios projetos de pesquisa para contribuir com boas ideias e soluções e estreitar o relacionamento com os docentes. Professores também são profissionais e podem indicar novas oportunidades no mercado de trabalho quando você já estiver formado.

3. Fazer um serviço voluntário

O trabalho voluntário é uma ótima forma de começar a carreira. Candidate-se para exercer alguma atividade em laboratórios, eventos e centros acadêmicos. Assim, desde cedo você começa a desenvolver responsabilidades, mostrar suas habilidades e receber feedbacks dos gestores.

Em seus processos seletivos, as empresas dão preferência a candidatos que tenham histórico com voluntariado, o que é visto como sinal de independência e capacidade de colaborar.

4. Usar a internet

A internet representa um vasto terreno, no qual todo estudante pode entrar para exercitar desde cedo seus talentos e o aplicar que aprende na sala de aula.

Ter um blog, por exemplo, é um excelente meio para se expressar e dar voz a todas as ideias decorrentes do seu aprendizado. Um aspecto importante é que, na web, você pode compor um portfólio para mostrar em futuras entrevistas de emprego.

Outra excelente oportunidade da internet são as certificações online, nas quais é possível aprender muito e complementar a sua formação sem sair de casa.

5. Empreender

Só na universidade você consegue aproveitar o know-how das incubadoras de empresas, para levar adiante o sonho do negócio próprio. Essa é a melhor maneira de começar bem um empreendimento e evitar sua mortalidade precoce.

Contudo, antes de apresentar um projeto, você vai precisar não só de boas ideias, mas também de um bom plano de negócios. Isso vai garantir que é possível cumprir o que você imaginou. Empresas júnior universitárias só apoiam projetos sólidos, que contem com planejamento e uma boa retaguarda para casos em que algo saia do previsto.

6. Frequentar eventos

As instituições de ensino estão o tempo todo promovendo ciclos de palestras, seminários e workshops para que os seus alunos aprendam e, ao mesmo tempo, fortaleçam o networking.

Fique atento, pois ao terminar a graduação você vai precisar acionar todos os contatos que tiver para garantir uma vaga de estágio ou, caso já esteja em um, ser efetivado.

Além da possibilidade de expandir o networking, nos eventos há oportunidades de aprender o que não é ensinado na sala de aula. Aproveite bem!

7. Buscar contato com referências

Na maioria das universidades, o corpo docente é formado por profissionais de renome, que já prestaram serviços relevantes. Estar em contato com essas referências pode significar um peso a mais em sua formação. Por isso, tente se matricular em turmas cujos professores sejam reconhecidamente os melhores em suas áreas.

Essas turmas costumam ser sempre as mais concorridas. Por isso, fique atento na hora da matrícula e mantenha uma boa média para não ficar para trás em relação aos outros alunos.

8. Envolver-se em outros cursos

Na sua trajetória profissional e acadêmica, você vai ouvir um termo cada vez mais em voga, a multidisciplinaridade.

Profissionais multidisciplinares são aqueles que incorporam habilidades e absorvem conhecimentos que não são necessariamente ligados à sua área de formação. Pode não parecer importante, mas dominar uma ou mais técnicas de outras profissões faz uma tremenda diferença.

Por isso, na hora de se matricular em uma disciplina fora de seu curso, escolha com critério. Afinal, aquele conhecimento poderá representar o diferencial em sua experiência profissional, ou até mesmo ser o pontapé inicial de uma nova formação.

O segredo é estar sempre em movimento e buscar novos saberes para agregar às suas habilidades. Para isso, que tal assinar nossa newsletter e receber conteúdo útil diretamente em sua caixa de entrada?



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.