Notícias

Conheça os 6 principais tipos de líder para você seguir

      

Os diversos tipos de líder são a prova incontestável de que estar à frente de pessoas não é uma tarefa simples. Não basta apenas apontar o dedo e dar ordens, é necessário, acima de tudo, conquistar a empatia e, na medida do possível, a afeição dos colaboradores.

A liderança certa exerce influência direta nos resultados das empresas, conforme aponta pesquisa realizada pela multinacional ManpowerGroup. Segundo o estudo, dos 2.200 líderes entrevistados, 46% apontam que o desenvolvimento da liderança é prioridade em suas empresas. Embora seja de 2014, muitos dos dados levantados permanecem atuais, considerando os perfis de liderança que o mercado exige.

Os principais deles, você vai conhecer agora. Acompanhe com bastante atenção!

1. Líder democrático

Nas empresas com esquema de organização de pessoas mais horizontal, o líder democrático pode ser o mais indicado. Nesse tipo de organização, não há hierarquias, ou seja, ninguém está acima de ninguém e todos participam das decisões.

É o modelo organizacional mais em voga na atualidade, já que empresas fortemente hierarquizadas são menos propensas a inovar. Com o líder democrático, as pessoas recebem mais feedbacks e têm suas opiniões levadas em conta para a tomada de decisão.

Em contrapartida, nas empresas com hierarquia mais rígida, esse é um tipo de liderança que tende a se enfraquecer, justamente pela maior disposição em aceitar opiniões.

2. Líder carismático

Há uma certa confusão sobre o papel do líder carismático nas empresas. Parte das noções equivocadas sobre esse tipo de liderança é que sua forma de atuar geralmente se confunde com a de um líder democrático.

Na verdade, trata-se de um estilo bastante diferente. Enquanto o líder que baseia suas decisões na democracia tende a ouvir mais as pessoas, o líder carismático procura extrair o melhor de seus liderados por meio da empatia.

É um tipo de engajamento diferente, portanto. Pela força do carisma, esse líder é capaz de fazer com que suas equipes produzam mais em função da motivação que gera. De qualquer forma, ele tem em comum com o perfil democrático a menor margem de manobra em empresas mais verticalizadas.

3. Líder especialista

Enquanto os líderes já citados se destacam por terem facilidade em engajar as pessoas pela maior liberdade que oferecem, o especialista atua em um outro sentido.

Com ele, os liderados não seguem as orientações porque têm suas opiniões consideradas ou porque o acham carismático, e sua autoridade vem do profundo conhecimento técnico que ele invariavelmente demonstra. Até mesmo problemas dos mais complexos são resolvidos com relativa facilidade por profissionais nessa linha.

As empresas que exigem capacidade elevada em lidar com cálculos, como as de logística e engenharia, têm, nesse líder, um gestor bastante adequado. Por outro lado, em segmentos em que a demanda por criatividade seja maior, talvez não seja uma boa alternativa recorrer a ele.

4. Líder liberal

O termo liberal pode dar margem a diversas interpretações.

No contexto corporativo, o líder liberal pode ser uma verdadeira “faca de dois gumes”. De um lado, pode ser a liderança mais indicada em equipes com profissionais extremamente qualificados. Em compensação, nas empresas em que seja necessário mais controle, essa pode ser uma liderança perigosa.

A relação do líder liberal com seus liderados, não raro, é confundida com falta de comando. Com o tempo, se essa percepção não for corrigida, realmente pode fazer com que ele deixe de ser ouvido.

O outro lado da moeda é que, quando está à frente de pessoas capazes de atuar em prol do coletivo, o líder liberal se revela a melhor influência.

5. Líder autoritário

O opositor à liderança liberal é justamente o líder autoritário. Na concepção mais conservadora, é o famoso “chefe”. Aquele que não delega nada a ninguém, concentrando todo o poder de decisão.

Esse tem sido um perfil bastante criticado pelos pensadores contemporâneos da ciência da Gestão. Sua pouca abertura para ouvir as pessoas, de fato, representa um obstáculo à comunicação, dificultando a apresentação de pontos de vista distintos.

Mas nem tudo está perdido para o líder autoritário. Em momentos de crise, em que a falta de comando pode fazer com que um negócio perca o rumo, o líder autoritário tende a ser o perfil mais indicado, já que suas decisões são mais firmes e inquestionáveis.

6. Líder situacional

Perceba como, para situações diferentes, líderes diferentes são mais ou menos indicados.

Se a rotina nas empresas fosse linear e previsível, seria apenas questão de identificar um perfil, escolher com base nele e pronto, tudo estaria resolvido. No entanto, a realidade é muito mais complexa, e até mesmo em um único dia podem ser necessários líderes de diversos matizes para dar conta dos desafios.

Foi partindo desse princípio que a dupla de pesquisadores Paul Hersey e Ken Blanchard desenvolveu a chamada teoria do líder situacional.

Considerando uma realidade complexa, para liderar, é preciso entender que:

  • as pessoas não apresentam o mesmo nível de formação;
  • a motivação nem sempre pode ser despertada pelo carisma;
  • há casos em que é preciso equilibrar as características de liderança.

Sendo assim, o líder situacional é aquele que sabe aplicar, conforme a situação exigir, diferentes formas de liderar, para que os resultados atendam às expectativas.

Trata-se de um tipo de liderança raro, pela complexidade envolvida nos casos em que sua presença é exigida: imagine ter que exercer carisma sobre as pessoas e ao mesmo tempo demonstrar profundo conhecimento técnico.

Pois é exatamente essa a maneira de atuar do líder situacional. Ele precisa estar atento às variáveis que permeiam as relações de trabalho, para que, no final, prevaleçam os objetivos institucionais.

Portanto, ser um líder situacional requer o desenvolvimento de muitas habilidades, boa parte delas no campo das relações humanas. É um dos tipos de líder mais requisitados pelas empresas, contudo, até chegar ao nível requerido, é necessário muito esforço e grande capacidade de se adaptar a diferentes contextos.

Identificou-se com algum dos perfis de liderança ou acredita ter os atributos necessários para ser um líder situacional? Até lá, o caminho é longo, por isso, nossa sugestão é que você baixe agora o e-book sobre a Jornada do Universitário. Invista em você mesmo!



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.