• Quem é você?

Notícias

Explicando o conceito de empreendedorismo

      
O conceito de empreendedorismo abarca o desenvolvimento e a dinamização de produtos, serviços e atividades de organização e administração.
O conceito de empreendedorismo abarca o desenvolvimento e a dinamização de produtos, serviços e atividades de organização e administração.  |  Fonte: istock

A partir desta definição, podemos observar que o núcleo principal do conceito de empreendedorismo é o dinamismo. É este dinamismo, por exemplo, que faz com que os serviços públicos de um país funcionem com eficiência, ou então que empresas de qualquer setor possam sempre estar à frente da inovação e da concorrência.

E é exatamente isto que falta ao Brasil. De acordo com um artigo da revista Exame de 10 de Novembro de 2016, o Banco Mundial avalia o Brasil como um dos países do mundo onde é mais difícil se fazer negócios. Em 2017, de um total de 190 países avaliados, o Brasil ocupava a 121º posição do ranking.

Segundo o Banco Mundial em levantamento feito para o ano de 2016, a média de dias para se abrir uma empresa em São Paulo é de 101,5. Quando comparamos esta média com a dos países da OCDE (8,3), percebemos que o caso brasileiro merece uma análise mais detalhada.

Além do tempo absurdo que se gasta para abrir uma empresa, fruto de uma burocracia  pesada, o empreendedor que deseja atuar no Brasil ainda tem que dar conta de uma série de impostos cuja alíquota total pode chegar até 69% do lucro, no caso do Rio de Janeiro.

É por essas e outras, que alguns empresários brasileiros costumam comentar, em tom de brincadeira, que o Estado é o sócio majoritário das suas empresas. A imagem evocada não poderia ser mais exata. O comportamento do Estado brasileiro é considerado o grande entrave para o empreendedorismo no país.

Origens do problema 

Segundo o historiador brasileiro Raymundo Faoro em sua consagrada obra “Os Donos do Poder”, a razão para este comportamento estatal encontra-se nas origens do Estado Português. Desde a sua consolidação como nação independente no século 12, Portugal foi uma Estado forte e centralizador, pois o monarca ia anexando para o seu patrimônio pessoal as terras conquistadas aos mouros. Por outro lado, a aristocracia portuguesa era fraca e dependia dos favores do rei. Com o tempo, isto teria gerado uma sociedade totalmente dependente do Estado e carente de empreendedorismo.

Apesar da grande influência exercida pela sua obra, escrita em 1958, no pensamento brasileiro, Raymundo Faoro não foi completamente original em sua abordagem. Em 1936, Sérgio Buarque de Holanda em seu livro “Raízes do Brasil” já havia apontado que a família patriarcal haviam legado para o Brasil uma confusão entre esfera pública e esfera privada, devida segundo ele, a uma tipo de comportamento que ele chamou de “Homem Cordial”. Segundo esta tese, o homem brasileiro tende a ter relações baseadas nos sentimentos e nas afinidades (cordialidade), o que conduz a uma sociedade que não concebe a impessoalidade necessária a um estado burocrático moderno.

Críticas recentes

Ambas as teses, de Raymundo Faoro e Sérgio Buarque, sofreram pesadas críticas nos últimos anos do sociólogo brasileiro Jessé Souza. Segundo ele, o problema do Brasil não está nas origens do brasileiro e nem no Estado em si, mas na corrupção das elites que, herdeiras do sistema escravista que vigorou aproximadamente 350 anos no país, se comportam como aves de rapina em relação ao dinheiro público, tratando as classes mais pobres com o mesmo desprezo que os escravos eram tratados.

Independente de qual a explicação é a mais correta, o fato é que no Brasil as empresas são entravadas por amarras estatais. Entendendo o conceito de empreendedorismo, que como pudemos observar está imbuído da ideia de dinamismo, podemos ter uma noção ampliada de como a falta de uma cultura empreendedora no Brasil é prejudicial para o crescimento do país.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.