Aviso de cookies

Por meio de cookies próprios e de terceiros, coletamos informações para fornecer melhores serviços a todos os usuários. Compilamos informações estatísticas sobre a sua navegação para mostrar uma publicidade que tenha relevância com seus hábitos de navegação. Sempre que quiser, poderá desativar os cookies do seu browser. Se continuar navegando, consideramos que aceita os termos da política de utilização de cookies.

text.compare.title

text.compare.empty.header

Atualidade universitária

A professora Ana Clelia Barradas Correia, do curso de Arqueologia e Conservação da Arte Rupestre da UFPI (Universidade Federal do Piauí), vai defender sua tese de doutorado na próxima sexta-feira (30/10), às 14:30h, na Newcastle University, Inglaterra. A tese é entitulada "Engraved World: A Contextual Analysis of Figures and Markings on the Rocks of South-eastern Piaui, Brazil" e faz uma abordagem acerca de gravuras rupestres encontradas na região do Parque Nacional da Serra da Capivara e em seus arredores.

O diferencial do estudo da professora de Arqueologia é a inserção de figuras que ainda não foram objeto de estudo em trabalhos anteriores. Esse projeto de pesquisa foi integralmente financiado pelo CNPq.

De acordo com a professora Conceição Lages, também do curso de Arqueologia da UFPI, uma tese de doutorado como essa, defendida em uma universidade mundialmente reconhecida, traz inúmeros ganhos para a UFPI. "Em primeiro lugar, há a importância de estarmos qualificando o corpo docente em universidades renomadas. Outro ponto importante são os novos convênios da universidade, são novas portas que se abrem", explicou. Para ela, a partir da qualificação e dos novos convênios é possível garantir uma educação cada vez melhor na UFPI.

Confira a matéria no novo site!

Fonte: Assessoria de Imprensa da UFPI

  • Fonte:


Tags:
Comentar

Comentários

    Ver mais 20 resultados

    Comente

    Ver mais