Aviso de cookies

Por meio de cookies próprios e de terceiros, coletamos informações para fornecer melhores serviços a todos os usuários. Compilamos informações estatísticas sobre a sua navegação para mostrar uma publicidade que tenha relevância com seus hábitos de navegação. Sempre que quiser, poderá desativar os cookies do seu browser. Se continuar navegando, consideramos que aceita os termos da política de utilização de cookies.

text.compare.title

text.compare.empty.header

Atualidade universitária

 
Crédito: Wikipédia

 

O Beijo de Judas, famosa obra italiana do período renascentista é a pintura homenageada hoje pelo projeto Um Pouco de Arte para sua Vida. Giotto di Bondone é conhecido como fundador da pintura ocidental moderna, graças à sua contribuição para o "ressurgimento artístico" que marcou o início da arte renascentista.

 

 

» Confira a lista de todas as obras de arte

» Sobre o projeto "Um pouco de arte para sua vida"

 

A obra faz parte da Capela Arena, situada em Pádua, na Itália. Os afrescos foram encomendados por Enrico Scrovegni e a capela foi construída, originalmente, como local de culto à família Scrovegni e memorial a Enrico. Dedicada à Virgem da Caridade, o tema geral era a salvação.

 

O Beijo de Judas ocupa uma posição de destaque na parede sul da capela e representa um ponto crucial da narrativa, já que inicia as cenas de sofrimento de Cristo, que terminam apenas com a crucificação. As figuras centrais, Cristo e Judas, ficam abraçadas no epicentro dos eventos que os cercam, exatamente no instante que antecede a consumação do beijo.

 

Judas parece hesitar e o olhar de Cristo evidencia que ele conhece o seu destino. A representação da humanidade de Cristo, bem como de seu relacionamento com Deus e com os homens é um tema característico do ponto de vista renascentista e que fica claro nesta obra.

 

 

3 detalhes de O Beijo de Judas se destacam:

1. Traição:

Giotto captura a pungência da traição por meio da troca de olhares entre as duas figuras principais, quando Judas percebe que Cristo sabe e, mais que isso, o perdoa.

 

 

2. Corpos unidos:

A importância do momento é enfatizada pelo fato de que os corpos das duas figuras centrais estão unidos por um abraço; só o beijo ainda não consumado separa os dois corpos.

 

 

3. Manto de Judas:

O amarelo-claro do manto de Judas tem por função chamar a atenção do observador para as duas figuras principais e fixá-las no centro do campo de visão. O tom do manto tem continuidade no dourado do halo de Cristo, dando a impressão de que este está sendo envolvido.

 

O Beijo de Judas

 

 

Ficha Técnica - O Beijo de Judas:


Autor: Giotto di Bondone
Onde ver: Capena Arena, Pádua, Itália
Ano: 1304 - 1313
Técnica: Afresco
Tamanho: 183cm x 198cm
Movimento: Renascimento

 

 



Tags:
Comentar

Comentários

    Ver mais 20 resultados

    Comente

    Ver mais