Notícias

Confira 16 dicas para ter um currículo eficaz... definitivamente!

      

Se você está em busca de uma vaga no mercado de trabalho, o primeiro passo é preparar um bom currículo. Ainda que o documento não seja sinônimo de vaga garantida, tem grande potencial de auxiliá-lo a causar uma boa primeira impressão com aquela tão almejada empresa. E qualquer deslize pode prejudicar seriamente sua imagem. O Universia Brasil, maior rede Iberoamericana de colaboração universitária presente em 23 países. Confira 16 dicas infalíveis para a construção de um currículo atraente.

Grátis: cadastre aqui seu CV e veja vagas

» Universia oferece curso de espanhol online com certificação internacional
» Cadastre seu currículo gratuitamente no Universia Emprego
» Siga o Universia Brasil no Twitter

 

>> Aparência não é tudo, mas tem validade sim
O currículo é o seu cartão de visita para o mercado de trabalho. Ainda que o documento bem feito não seja sinônimo de vaga garantida, é a partir dele que o recrutador decidirá se vai ou não te aprovar para as próximas etapas do processo seletivo. Portanto, ressalte suas melhores qualificações.

 

>> Seja discreto
Mediante a quantidade de currículos é preciso despertar a atenção do recrutador. Mas cuidado! Não é utilizando letras bordadas, figuras, desenhos ou bordas que vai conquistar esse destaque. Lembre-se: o currículo é um documento formal. Opte por páginas lisas e fontes padrões (Ariel, Times, Verdana, Tohama).

 

>> Opte pela objetividade
Quem quer contar tudo no currículo, não tem a chance de falar nada. Isso porque o documento geralmente é aprovado ou descartado já na sua primeira metade. Duas folhas são mais do que suficiente para se apresentar ao selecionador. Nada de tentar se enganar com a diminuição do tamanho da fonte. Seja conciso e coloque no currículo apenas as informações necessárias e compatíveis com a vaga desejada. Quanto mais você fala mais perde pontos.

 

>> Cuidado com a superficialidade
Na ânsia de tentar resumir ao máximo suas qualificações e habilidades, cuidado para não se tornar evasivo ou superficial. O currículo deve ter as informações mínimas necessárias para que o selecionador o conheça. Realce as realizações pessoais de maneira clara, organizada, lógica e simples.

 

>> Priorize as informações pessoais logo no cabeçalho
Além de conhecer as habilidades técnicas, os recrutadores precisam identificar facilmente a quem elas se referem, se o perfil do candidato é adequado à vaga e, principalmente, como contatá-lo em caso de interesse. Portanto, apresente no topo do currículo o nome completo, o estado civil, a nacionalidade (opcional), a idade, o endereço físico (rua, número, cidade e estado), o e-mail e ao menos duas opções de telefone. Caso esteja concorrendo a uma vaga fora da cidade em que mora, enfatize a disponibilidade de mudanças. Lembre-se de manter todos esses dados atualizados.

 

>> Nada de expor os documentos pessoais
Preserve os dados de seus documentos pessoais (CPF, RG, número da carteira de trabalho, título de eleitor ou carteira de reservista). Apresente-os apenas quando for solicitado e minimize os riscos deles caírem na mão de pessoas erradas.

 

>> Fotos são dispensáveis
Não é usual, tampouco recomendável anexar fotos no documento, exceto quando solicitado pelo recrutador. O que está em análise, nesse momento, não é a sua aparência, mas sim os seus conhecimentos e experiências profissionais.

 

>> Substitua o objetivo profissional por áreas de interesse
Os objetivos profissionais geralmente são muito vagos e nada têm a agregar aos recrutadores. Indique áreas relacionadas à sua qualificação ou mesmo à sua experiência profissional. Lembre-se: as áreas descritas devem estar correlacionadas. Caso tenha duas carreiras, opte por montar dois currículos diferentes.

 

>> Tenha foco
Mande o documento apenas para vagas relacionadas à área de interesse. Não perca energia, tampouco tempo disparando seu cartão de visita para oportunidades que não atendam o seu perfil. Seja autocrítico, mas não crítico para o envio de seu currículo.

 

>> Resuma suas qualificações
Essa é uma opção restrita aos profissionais com experiência de no mínimo três anos. O espaço deve ser dedicado a compilar toda sua carreira com informações sobre as qualificações, habilidades, vivências profissionais e conhecimentos (certificações e prêmios). Você tem até três linhas para se vender.

 

>> Descarte os cursos que não estão relacionados à área da vaga
Se você conclui o Ensino Superior, não é preciso incluir os dados da formação do Ensino Médio. Cursos técnicos só devem ser relacionados se vinculados à área da vaga. Priorize as formações que realmente fazem a diferença. É importante incluir os nomes das instituições de ensino e as datas de início e fim do curso (mês/ano).

 

>> Selecione apenas as principais experiências profissionais
Para não estender demais seu currículo, priorize a descrição dos últimos empregos. Caso a empresa não seja tão conhecida, faça uma breve referência de sua atividade. Inclua também o mês e o ano tanto do início como do fim da contratação. Os resumos das atividades profissionais devem ser optados apenas pelos profissionais que não apontaram o resumo de suas qualificações.

 

>> Priorize formatos globais
Ao querer inovar você pode perder a oportunidade de se tornar visível. Portanto, opte em salvar o seu currículo em formatos mais acessíveis. A versão mais usual e de menor risco é o .doc.

 

>> Nada de mentir
A omissão de informações é válida e até mesmo recomendável para deixar o currículo mais objetivo e conciso. Mas a mentira, ao invés de tornar seu cartão de visita mais atraente, pode manchar sua imagem profissional. Ao analisar o documento, a informação falsa até pode passar despercebida. No entanto, você pode ter uma grande surpresa no ato da entrevista pessoal.

 

>> Cuidado com erros ortográficos e gramaticais
Fique atento para não cometer erros de ortografia, concordância e até mesmo de digitação. Qualquer deslize pode demonstrar falta de cuidado ou zelo no preparo do documento. Além do mais, o domínio da Língua Portuguesa é requisito básico para qualquer vaga. A dica, portanto, é: revise, revise e revise. Recorrer à ajuda de amigos para reler o currículo também pode ser válido.

 

>> Pretensão salarial
A indicação da pretensão salarial também é dispensável. Esse é um assunto confidencial, que deve ser discutido no ato da entrevista. Mas, caso solicitado, analise o mercado e faça uma oferta compatível ao valor aplicado – nem maior nem menor. Enfatize também a disposição por futuras negociações.

 

 

Clique aqui para baixar gratuitamente um modelo certo de currículo

 

* Com a consultoria de Jaqueline Silveira, coordenadora do IBMEC Carreiras.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.