Notícias

Conheça os gêneros mais pedidos nas provas de redação do Vestibular

      
 

Cada exame de vestibular varia de acordo com a instituição de Ensino Superior (IES) desejada pelo estudante. A grande maioria das universidades não cobra apenas testes, mas também uma prova de redação que varia de acordo com o gênero pedido. É importante, no entanto, que os estudantes saibam diferenciar os quatro tipos que mais aparecem nas provas: dissertação, narração, carta e textos jornalísticos (artigo e reportagem) . Confira a seguir quais são as características de cada um para evitar erros no dia da prova:

 

» Confira o Calendário do Vestibular 2011
» Confira todas as dicas no Especial Redação Vestibular
» Siga o Universia Brasil no Twitter

 

Dissertação
É o tipo de texto mais exigido pelas universidades e tem o objetivo de defender seu ponto de vista para o leitor acerca do assunto pedido. Em primeiro o lugar, o estudante deve expor a ideia para, em seguida, desenvolvê-la e por fim concluir o assunto. É fundamental fugir do lugar comum e contrapor argumentos. Geralmente esse gênero é feito na terceira pessoa do singular, mas não é proibido escrever em primeira pessoa.

 

Narração
O gênero narrativo consiste em apresentar uma história em um determinado contexto com personagens. O narrador pode estar dentro da trama ou onisciente (aquele que narra tudo o que acontece sem estar presente). É importante não se esquecer da estrutura do texto e apresentar os personagens, o local em que a história se passa e qual a situação que ocorre. É preciso também introduzir uma complicação, gerar um clímax, momento crítico da leitura e a solução da história. Lembre-se que nesse gênero não é necessário seguir uma ordem cronológica, mas o texto precisa ser coerente.

 

Carta
Esse tipo de texto pode ser usado tanto para fins pessoais, escrever a um amigo, quanto para reivindicações, apoios, pedidos e reclamações. A maioria dos vestibulares que cobra esse gênero o faz no formato carta dissertativa, em que se deve persuadir o leitor da necessidade do pedido escrito no documento. A grande diferença entre esse gênero e a dissertação é que na primeira se escreve para um leitor específico, portanto há a necessidade de adequar a linguagem, enquanto a segunda é destinada para um público geral. Mas não se esqueça que na hora de escrever a carta é preciso indicar data e local no topo da página, saudação de acordo com o destinatário, corpo do texto e assinatura.

 

Textos jornalísticos
Nesse campo entram os três tipos pedidos: reportagens, editoriais e artigos. A diferença básica entre eles é que o primeiro tem um discurso neutro, enquanto os outros dois são opinativos. O editorial reflete a opinião do jornal ou veículo de comunicação, enquanto o artigo mostra a do autor. No caso da reportagem é preciso escrever fatos e informações de forma objetiva, já nos outros as informações são introduzidas para compor uma argumentação própria.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.