• Quem é você?

Notícias

Tese analisa fenômeno das edições em cadeia na Wikipédia brasileira

      
(Crédito: Divulgação)
(Crédito: Divulgação)

 

Com 10 anos de existência no Brasil, a Wikipédia, com sua proposta de ser uma enciclopédia construída colaborativamente, ainda se encontra na fronteira entre a praticidade e a confiabilidade de seus artigos. Intrigado com o funcionamento interno do site, o professor Carlos Frederico de Brito d’Andréa, investigou, em sua tese de doutorado defendida no final do mês passado no programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos da Faculdade de Letras da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), as complexas relações entre os editores e chegou a uma conclusão mais otimista quanto ao conteúdo das páginas wiki.

 

Para entender as regras que controlam a enciclopédia online, ele concentrou-se na observação da biografia de 91 pessoas vivas, indicadas como “mais influentes do ano” por revistas nacionais. De acordo com o professor, a criação de um perfil como este na Wikipédia começa com certa notoriedade do indivíduo, e vai evoluindo ao longo da vida.

 

Durante a pesquisa, Carlos d’Andréa percebeu que, em momentos de grande visibilidade da pessoa biografada, os artigos atingem picos de edição – que tanto melhoram quanto pioram o texto. Ele explica que as ações de protesto podem variar entre alterações sutis (a troca de uma palavra do artigo, como o nome da região onde a personalidade nasceu) e explícitas (como o ato de apagar todos os caracteres para a inserção de uma única frase contendo um xingamento). Segundo o pesquisador, que tem graduação em jornalismo e mestrado em ciência da informação, a expectativa é de que atitudes desse tipo se tornem cada vez mais raras, uma vez que a wikipedia vem desenvolvendo mecanismos sofisticados e detalhados de monitoramento. Prova disso são os chamados bots, espécie de editores automáticos que fazem ajustes pontuais e repetitivos, como a retirada de termos obscenos e pejorativos. Dados de estudo sobre a Wikipédia em inglês indicam que a participação dos editores-robôs no volume total de edições na Wikipédia aumentou de 2%, em 2006, para 22,1%, em 2011. Já na versão em português, levantamento feito em agosto deste ano mostra que o índice de edições dos bots chegou a 31% do total.

 

A tendência, de acordo com Carlos d’Andréa, é de que os textos se aperfeiçoem à medida que forem sendo editados. A medida que uma pessoa editar, outro também edita, desencadeando um processo que atrai a atenção para lá, esse processo foi chamado do efeito piranha pela Wikipedia Francesa.

 

Carlos d’Andréa também identificou diferenças entre a participação dos colaboradores cadastrados e não cadastrados. Os não cadastados geralmente fazem uma edição e some, chamado de efeito agrupamento, um conceito oposto ao de comunidade virtual, que se caracteriza por vínculos mais pessoais. Já o editor cadastrado, seguindo a lógica do “operário da informação”, termo usado por d’Andréa para classificá-los, está ciente de que suas colaborações ficarão expostas como histórico virtual, o que funciona como incentivo para melhorar o trabalho.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.