text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

9 maneiras erradas de deixar o emprego

      
Crédito: Shutterstock.com
Crédito: Shutterstock.com

 

Talvez você não pense diariamente em deixar o emprego no qual se encontra e começar a procurar coisas novas, mas você também não deve esperar passar a vida toda em um mesmo lugar. Embora muitos profissionais estejam perfeitamente estabelecidos na carreira, recusar novas oportunidades também não é uma boa opção e uma hora ou outra você vai acabar saindo do emprego.

 

» 10 sinais de que é hora de sair do emprego
» Como sair do emprego com classe
» 10 razões para você sair do seu emprego

 

No entanto, existem maneiras e maneiras de fazer isso. O ideal é que você saia do cargo de maneira amigável e deixando as portas abertas para outras ocasiões, afinal de contas, nunca se sabe o dia de amanhã. Mas nem sempre isso é possível e você acaba passando dos limites na hora de partir, estragando uma saída brilhante. Confira 9 maneiras desastrosas de sair de um emprego e evite cometer gafes desnecessárias:

 

 

9 maneiras erradas de deixar o emprego: 1. A saída no calor do momento

Você já está tão frustrado com a situação que não consegue mais se manter no emprego. Seu estresse atinge um nível tão alto que você simplesmente joga tudo para o alto, se dirige até a sala do chefe pisando duro e simplesmente grita que se demite. Parece cena de filme, mas uma situação parecida pode acontecer com você, colocando todas as suas chances de recomendações no lixo. Procure respirar fundo e se controlar antes de conversar sobre a sua saída.

 

 

9 maneiras erradas de deixar o emprego: 2. A saída depois de uma gafe

Na última reunião ou festa da empresa você fez algo completamente vergonhoso e acha que não poderá se recuperar disso. Ao invés de encarar todos os seus colegas logo após as férias coletivas você prefere simplesmente deixar o emprego para lá e não ter que conviver com a vergonha. É claro que você deve se comportar bem no ambiente de trabalho ou mesmo em ambientes nos quais os seus colegas de trabalho frequentem, mas ninguém está livre de cometer um erro. O ideal é que você se desculpe pelo erro e mostre que sabe lidar com os momentos vergonhosos.

 

 

9 maneiras erradas de deixar o emprego: 3. A saída desafiadora

Você acha que o trabalho é muito complicado, que você está acumulando uma quantidade muito grande de funções e que as expectativas do seu chefe estão muito altas. Para não ter de lidar com isso você prefere ir atrás de um emprego mais simples. Talvez as expectativas estejam realmente muito altas com relação a você, mas o ideal é encarar isso como um desafio e provar para si mesmo que você é capaz de se superar. Acredite, seu chefe deve confiar em você, caso contrário não colocaria tantas tarefas sob sua responsabilidade. O que você tem de fazer é se manter motivado e se provar digno de tanta confiança.

 

 

9 maneiras erradas de deixar o emprego: 4. A saída boba

Você está no seu primeiro estágio ou emprego após a faculdade e sente saudades de dormir na parte da tarde, frequentar os lugares mais divertidos nos fins de semana e passar longas horas com os seus amigos, por isso decide deixar o emprego e fazer tudo isso novamente, sem perceber que essa época já acabou. Você precisa aceitar que a sua vida evoluiu e, mais que isso, deve entender que trabalhar não é o mesmo que deixar de se divertir. Encontre espaço para as duas coisas na sua vida.

 

 

9 maneiras erradas de deixar o emprego: 5. A saída dos sonhos

Você deixa um emprego estável para perseguir um sonho que até agora só existe na sua imaginação. Tudo o que você tem são as suas vontades e então você percebe que precisava mais que isso para fazer o sonho se realizar. É claro que você precisa perseguir os seus sonhos, mas procure fazer isso paralelamente ao seu emprego. Uma hora você vai precisar se dedicar exclusivamente a ele, mas já estará estabelecido e sentirá mais facilidade em se desvencilhar do emprego antigo.

 

 

9 maneiras erradas de deixar o emprego: 6. A saída antecipada

Você começa a acreditar que está sendo perseguido no escritório e que as coisas só tendem a piorar para você. Por isso, começa a enviar diversos currículos e se demite antes que seja demitido. Talvez a sua empresa até esteja passando por momentos difíceis, mas não faça nada escondido dos seus superiores. Converse com eles, questione se a situação é tão grave quanto parece, pergunte o que pode acontecer e a partir daí pense nos seus próximos passos. Talvez você só esteja paranoico e nada ruim esteja acontecendo.

 

 

9 maneiras erradas de deixar o emprego: 7. A saída para a vida pessoal

A sua família precisa da sua atenção, você pretende ter filhos ou terá de se mudar para acompanhar um familiar. Todos esses são motivos compreensíveis para deixar um emprego, desde que você faça isso de maneira consciente. Grande parte das pessoas que desiste de um emprego pela vida pessoal acaba se frustrando futuramente, talvez por ter tomado a decisão na hora errada, talvez por não ter analisado as consequências disso. Antes de tomar qualquer desses como justificativa para uma demissão, pense em como isso afetará a sua vida e a sua carreira.

 

 

9 maneiras erradas de deixar o emprego: 8. A saída ética

Você presencia situações com as quais não concorda e por isso decide deixar o trabalho. Da mesma maneira que os problemas pessoais, deixar um emprego por questões de valores é uma ótima justificativa. Mas é fundamental que você tenha consciência do que isso pode acarretar na sua carreira. Talvez, se você deixar isso claro em sua saída, poderá prejudicar futuros contatos. Mantenha-se atento à maneira como você pretende anunciar a sua saída, isso será suficiente.

 

 

9 maneiras erradas de deixar o emprego: 9. A saída para a concorrência

Você não está feliz onde trabalha e recebe uma proposta do concorrente direto da sua empresa. A proposta é muito melhor e você aceita sem conversar com os seus superiores antes disso. Ninguém está dizendo que você precisa se manter em uma empresa onde não está feliz só porque a única proposta que recebeu foi da concorrência, mas se você pretende trocar uma pela outra, faça isso de maneira honesta. Converse com os seus superiores, veja se eles podem cobrir a proposta, por exemplo, e não faça nada às escondidas.

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.