text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Quer se tornar um escritor? Conheça dicas para aprimorar seu processo criativo

      
<p>Muitos fãs de literatura sonham em ser grandes escritores e, um dia, ver suas obras publicadas nas estantes das grandes livrarias. Reconhecem, porém, que o caminho para ser o próximo <span style=text-decoration: underline; color: #ff0000;><strong><a title=Lembranças de um ícone modernista: 5 frases memoráveis de Mário de Andrade href=https://noticias.universia.com.br/tempo-livre/noticia/2015/02/25/1120556/lembrancas-icone-modernista-5-frases-memoraveis-mario-andrade.html>Mário de Andrade</a></strong></span> e, quem sabe, ser homenageado num evento literário pode ser difícil, até mesmo pelo trabalhoso processo criativo. Então, como os jovens podem tentar seguir essa carreira?<br/><br/></p><p><span style=color: #333333;><strong>Veja também:</strong></span><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Aprenda a ser mais criativo href=https://noticias.universia.com.br/carreira/noticia/2015/07/03/1127731/aprenda- criativo.html>» <strong>Aprenda a ser mais criativo</strong></a><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=10 dicas para escrever seu livro href=https://noticias.universia.com.br/carreira/noticia/2015/07/02/1127629/10-dicas- escrever-livro.html>» <strong>10 dicas para escrever seu livro</strong></a><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Todas as notícias de Carreira href=https://noticias.universia.com.br/carreira>» <strong>Todas as notícias de Carreira</strong></a></p><p><br/>O assistente comercial <strong>Alexandre Gabriel Mori</strong> de 25 anos, escrevia por lazer e, graças ao incentivo de uma colega de trabalho, criou a página <span style=text-decoration: underline;><strong><span style=color: #ff0000;><a title=página do facebook o amor e suas surpresas href=https://www.facebook.com/oamoresuassurpresas target=_blank><span style=color: #ff0000; text-decoration: underline;>O amor e suas surpresas</span></a></span></strong></span>. Há dois anos, compartilha com seus 18 mil seguidores poemas sobre situações cotidianas, sobretudo referentes a relacionamentos amorosos. Hoje, ainda sonha em se dedicar exclusivamente para este ofício, mas já se sente mais confortável com relação ao seu processo de produção.</p><p><br/>Para ele, <strong>a inspiração pode estar em qualquer lugar</strong> – desde situações que ele vivenciou até acontecimentos que assistiu na televisão – e podem surgir ao longo do dia. Por isso, logo que a ideia surge, ele se apressa para registrá-la: “eu pego meu celular, anoto o que pensei e depois continuo o poema ou, então, escrevo até terminar”. Mori também afirma que o ambiente ou o meio utilizado para essa atividade – seja uma caneta e um pedaço de papel ou um bloco de notas do celular – não importam tanto, pois <strong>o fundamental é estar sozinho e com a cabeça fresca</strong>. “Deste modo, você não enfrenta o problema de alguém te interromper e sua ideia fugir, algo bastante recorrente”, previne.</p><p><br/>Embora não perca tempo para registrar suas reflexões, a publicação de suas obras não é tão imediata. O assistente comercial acredita que é necessário deixar o texto “dormir”, para que se possa ponderar sobre o que redigiu e procurar maneiras de lapidá-lo.</p><p><br/>As críticas, presentes em qualquer produção criativa, não o assustam: “não tenho medo quanto a isso. Eu escrevo porque acredito que posso tocar as pessoas de uma forma positiva”. E, por isso, dá um conselho aos jovens: “não tenham receio de errar. O importante é tentar, porque, assim, você vai aprendendo e ganhando confiança”.</p><p><br/>Para os interessados em seguir a carreira de escritor, Mori ainda recomenda a leitura de poetas como <strong>Fernando Pessoa</strong> e <strong>Caio Fernando de Abreu</strong>. Mas acrescenta: “não leia somente poetas, mas músicos também. Caetano Veloso e Chico Buarque de Hollanda, por exemplo, são também excelentes compositores e escritores”.</p><p> </p>
Fonte: Shutterstock

Muitos fãs de literatura sonham em ser grandes escritores e, um dia, ver suas obras publicadas nas estantes das grandes livrarias. Reconhecem, porém, que o caminho para ser o próximo Mário de Andrade e, quem sabe, ser homenageado num evento literário pode ser difícil, até mesmo pelo trabalhoso processo criativo. Então, como os jovens podem tentar seguir essa carreira?

Veja também:
» Aprenda a ser mais criativo
» 10 dicas para escrever seu livro
» Todas as notícias de Carreira


O assistente comercial Alexandre Gabriel Mori de 25 anos, escrevia por lazer e, graças ao incentivo de uma colega de trabalho, criou a página O amor e suas surpresas. Há dois anos, compartilha com seus 18 mil seguidores poemas sobre situações cotidianas, sobretudo referentes a relacionamentos amorosos. Hoje, ainda sonha em se dedicar exclusivamente para este ofício, mas já se sente mais confortável com relação ao seu processo de produção.


Para ele, a inspiração pode estar em qualquer lugar – desde situações que ele vivenciou até acontecimentos que assistiu na televisão – e podem surgir ao longo do dia. Por isso, logo que a ideia surge, ele se apressa para registrá-la: “eu pego meu celular, anoto o que pensei e depois continuo o poema ou, então, escrevo até terminar”. Mori também afirma que o ambiente ou o meio utilizado para essa atividade – seja uma caneta e um pedaço de papel ou um bloco de notas do celular – não importam tanto, pois o fundamental é estar sozinho e com a cabeça fresca. “Deste modo, você não enfrenta o problema de alguém te interromper e sua ideia fugir, algo bastante recorrente”, previne.


Embora não perca tempo para registrar suas reflexões, a publicação de suas obras não é tão imediata. O assistente comercial acredita que é necessário deixar o texto “dormir”, para que se possa ponderar sobre o que redigiu e procurar maneiras de lapidá-lo.


As críticas, presentes em qualquer produção criativa, não o assustam: “não tenho medo quanto a isso. Eu escrevo porque acredito que posso tocar as pessoas de uma forma positiva”. E, por isso, dá um conselho aos jovens: “não tenham receio de errar. O importante é tentar, porque, assim, você vai aprendendo e ganhando confiança”.


Para os interessados em seguir a carreira de escritor, Mori ainda recomenda a leitura de poetas como Fernando Pessoa e Caio Fernando de Abreu. Mas acrescenta: “não leia somente poetas, mas músicos também. Caetano Veloso e Chico Buarque de Hollanda, por exemplo, são também excelentes compositores e escritores”.

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.