text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Especialistas lançam primeiro livro texto sobre biologia marinha escrito no Brasil

      
O departamento de Biologia Marinha da UFF (Universidade Federal Fluminense) lança nesta quinta-feira, às 19h, no salão de convenções do Museu de Arte Contemporânea, em Niterói o livro texto "Biologia Marinha". A obra, escrita por 22 autores de seis diferentes IES (UFF, UFRJ, USP, UGF, Universidade São Camilo e Universidade de Bremem, Alemanha), é o primeiro trabalho do tipo escrito por autores brasileiros.

Criado para ser uma obra de referência da biologia marinha brasileira, o livro apresenta exemplos de nossa costa, adequados ao ensino das Ciências do Mar no Brasil, em especial no ensino da biologia e oceanografia. Dividida em dezesseis capítulos, cada um tratando de um tema específico, a obra oferece visão ampla da biologia, porém, com especificidades do litoral brasileiro. "O objetivo é servir alunos de graduação que estão se formando e se encaminhando para uma especialização, seja no mestrado ou doutorado", destaca o professor do Departamento de Biologia Marinha da UFF, Abílio Soares Gomes, que foi co-organizador do livro, juntamente com o professor do mesmo Departamento, Renato Crespo.

O livro apresenta diversas espécies marinhas encontradas no litoral brasileiro e aborda conceitos de espécie, os ciclos de vida de invertebrados e macroalgas, além da produção primária, as principais construções constituídas por organismos, os produtos naturais e a ecologia química, a poluição, a genética entre outros assuntos relacionados à biologia marinha.

De acordo com Gomes, a obra nasceu de maneira bastante peculiar. "Um dia, em uma reunião do departamento, decidimos fazer um livro, juntando o material didático acumulado pelos professores, que possuem experiência de lecionar no ensino superior há muitos anos", explica.

O trabalho começou apenas com os professores da UFF, mas como existia carência de especialistas em alguns dos assuntos tratados pelo livro, outros professores foram chamados, completando o time de 22 autores. Além dos escritores, participaram também diversos co-autores e revisores, de todas as partes do país. "Para manter uma certa qualidade do que estava sendo escrito, contatamos outros profissionais igualmente especializados nessas áreas para serem os revisores dos capítulos. Temos a colaboração deÿ pelo menos um profissional por capítulo para revisão", explica Gomes.

Todo o trabalho de confecção do livro, desde a concepção da idéia até o lançamento, levou cerca de três anos. Gomes ressalta que um livro em português, produzido no Brasil, preencherá uma lacuna existente no ensino da biologia marinha. "São dois aspectos importantes: primeiro a questão da língua e em segundo que é sempre importante tratar de exemplos locais no ensino", argumenta Gomes. "A grande maioria dos livros texto sobre biologia marinha são escritos por autores do hemisfério norte e traz exemplos daquela região. Nem sempre esses exemplos existem no Brasil".

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.