text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Menina submetida à cirurgia inédita no Brasil deixa o Hospital São Paulo

      
A menina Raquel, que passou pela primeira cirurgia fetal "a céu aberto" do Brasil, teve alta hoje do Hospital São Paulo - ligado à Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Realizada no último dia 24 de agosto por uma equipe de especialistas em medicina fetal, neurocirurgiões, pediatras, enfermeiros, anestesistas, entre outros profissionais, a cirurgia corrigiu uma má-formação na coluna de Raquel - na época um feto com 28 semanas de gestação. Alguns dias depois, a menina nasceu livre do problema. Hoje, três meses após a cirurgia, Raquel deixa o hospital com 3kg de peso e quadro clínico normal. Nenhum tratamento cirúrgico complementar foi necessário.

Este tipo de cirurgia pode ser usada para tratar problemas no coração, pulmão, cérebro, entre outros. O procedimento, diferentemente das cirurgias fetais intrauterinas por via vídeoendoscópica, é feito por meio de uma abertura no abdômen da gestante de forma a facilitar o caminho de acesso ao bebê. Pouco mais de 200 cirurgias similares foram feitas até então, todas nos Estados Unidos.

Raquel tinha diagnóstico (constatado por ultrassom) de meningomielocele (defeito no fechamento da coluna vertebral), que tem como principal seqüela a hidroencefalia (acúmulo de água no cérebro), que causa distúrbios no funcionamento do cérebro. Até então o tratamento para este problema só era feito após o nascimento e consistia na colocação de uma válvula, na cabeça, para atuar como um dreno. Com a cirurgia "a céu aberto" é possível evitar que o defeito na coluna comprometa o cérebro, além de reduzir as chances da criança desenvolver problemas motores e cognitivos, como retardo mental e dificuldade de aprendizado.

A Assessoria de Imprensa da Unifesp tem fotos da menina deixando o hospital. A TV Unifesp também gravou a alta hospitalar e tem imagens da cirurgia na íntegra (1h40min), além de depoimentos da equipe médica e dos pais, gravados em sistema digital. As imagens podem ser cedidas mediante envio antecipado de fitas e com o devido crédito.

Fonte: UNIFESP
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.