text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Pesquisa revela auto-estima em idoso hospitalizado

      
Os idosos internos em hospitais se consideram pessoas honestas, capazes, amorosas, honradas e não agressivas. Essa é uma das revelações da pesquisa "Análise do Autoconceito de Pacientes Idosos Hospitalizados", da psicóloga e aluna do 2º Curso de Especialização em Gerontologia da UFPB, Keyla Juliany Gama Pereira.

Os resultados da pesquisa estão relatados em monografia, apresentada e aprovada nesta quarta-feira, (15), como conclusão do 2º Curso de Especialização em Gerontologia. Na banca examinadora estiveram as professoras Antonieta Patrício Costa, do Núcleo de Estudos da Terceira Idade (Nieti); Raquel Pereira Belo, da UFPB, e o professor Magno Alexon Bezerra Seabra, do Centro Universitário de João Pessoa (Unipê), orientador da monografia.

A pesquisadora levou em consideração os aspectos biológicos, psicológicos e sociais do envelhecimento. Foram escolhidos 20 idosos, pacientes do Hospital Santa Isabel, sendo 10 homens e 10 mulheres, que expressaram percepções sobre eles próprios. Na monografia consta, ainda, que 60% dos idosos hospitalizados cursaram o ensino fundamental, 40% são analfabetos, 65% residem no interior e são agricultores, motoristas e donas-de-casa.

"Cresce o número de idosos hospitalizados, mas o ambiente hospitalar não está preparado para recebê-los", afirmou Keyla Pereira. Segundo constatou, durante a pesquisa, ao ser internado num hospital, o idoso passa a viver uma nova realidade, sobretudo relacionada a sua doença.

A professora Antonieta Patrício Costa, que também é coordenadora do Curso de Especialização em Gerontologia e do Nieti/UFPB, considerou o trabalho inédito na área e que poderá servir de referência para outras pesquisas.

Até 15 de outubro próximo deverão ser apresentadas 39 monografias, por alunos do curso. Da turma concluinte, oito monografias já foram defendidas e aprovadas.

No próximo dia 18, está prevista a defesa da monografia "A importância e aplicabilidade da estimulação cognitiva no processo terapêutico ocupacional em idosos com déficit cognitivo", da terapeuta ocupacional Sandra Marília Justino de Sousa. Dia 29 acontecerá a defesa da monografia "Estado de Saúde Bucal do Idoso: um estudo epidemiológico dos idosos do Programa Conviver assistido pela Semas de Campina Grande ? PB", de autoria da odontóloga, Maria José Moreira de Assis.

As matrículas para o 3º Curso de Especialização em Gerontologia da UFPB estão previstas para o mês de novembro e serão oferecidas 45 vagas. Mais informações podem ser obtidas no Nieti/UFPB. Telefone (83) 216-7211.

Fonte: UFPB
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.