text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Aluno da UFJF realiza pesquisa pioneira sobre tempo e variações climáticas

      
O aluno do 7º período de geografia da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) Daniel Mendes, de 22 anos, aproveita o tempo e as variações climáticas para comprovar a eficácia da previsão dos satélites, por meio da análise de fatores como a concentração de nuvens, a temperatura e a umidade. O resultado do trabalho do universitário - inédito, segundo a coordenadora do projeto, a professora Cássia de Castro Matins Ferreira - poderá ser útil ao campo da aviação, ao aproveitamento da energia solar e à detecção de chuvas locais. Em entrevista ao D+, Daniel fala sobre o trabalho Cartas hodográficas e sistemas atmosféricos, que ele desenvolve com auxílio da Bolsa de Iniciação Científica (BIC).

Quais as diretrizes da sua pesquisa?

Venho desenvolvendo o trabalho a partir da curiosidade que tinha em relação à ritmicidade na formação de nuvens. O modelo procura descrever a trajetória das nuvens no aspecto original e dinâmico, através do princípio da análise rítmica. A idéia começou a ser desenvolvida há dois anos e é aplicada através da carta hodógrafa, que é a descrição da análise cinemática das nuvens que estão cobrindo o céu. A carta permite identificar a trajetória, a cobertura, o tipo e a seqüência, que vão variar ao longo de um determinado período.

De onde veio o interesse pela meteorologia?

Sempre quis entender o processo de formação de nuvens no fim da tarde, que têm um determinado tempo de deslocamento e provocam chuvas intensas. Comecei então uma investigação para comprovar a previsibilidade do tempo. Fui desenvolvendo o raciocínio e quando percebi já estava estabelecendo um modelo capaz de representar essa dinâmica, fazendo a análise cinemática do processo.

Quais são as implicações práticas do trabalho?

Identificar a circulação observada numa escala local. A carta vem como ferramenta auxiliar da imagem de satélite, vem comprovar o tempo real, em escala local. Esse conhecimento garante mais precisão sobre os comportamentos meteorológicos, podendo auxiliar a aviação, com o diagnóstico de nuvens que possam causar turbulência, o aproveitamento de energia solar e a verificação de chuvas locais. O projeto pode tornar mais compreensível o processo de previsão, atualmente baseado em modelos matemáticos.

Como você está desenvolvendo os estudos?

Há uma ligação direta entre o trabalho no laboratório e as observações em campo. A bolsa de iniciação científica tem viabilizado a realização da pesquisa. Estou em busca de mais apoio para desenvolver um modelo inteligente, capaz de gerar as informações automaticamente, pelo computador. Até o momento, estou em fase de testes e diagnósticos. Tudo ainda é verificado manualmente. As observações são diárias, em um local de campo visual aberto, onde são traçados oito pontos correspondentes às coordenadas cartográficas. O tipo de nuvem formada, junto com outros parâmetros meteorológicos, como temperatura e umidade, são documentados diariamente, em horários predefinidos, arquivados e analisados no fim de cada mês.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.