text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

UNICAP: Pesquisa analisa arquitetura dos cinemas de bairro do Recife

      
A história, a arquitetura e a atual condição dos cinemas de bairro do Recife são tema de pesquisa realizada por professores e alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo da UNICAP. As professoras Isabella Trindade, Andréa Câmara e André Storch, em parceria com o professor da UFPE Paulo Raposo, fizeram um levantamento histórico e arquitetônico das salas de cinema da nossa cidade, a fim de produzir uma memória documental destas construções. A pesquisa, cujo título é A Modernidade das Salas de Cinema do Recife, já foi apresentada no encontro promovido pelo Docomomo no Rio de Janeiro.

A pesquisa sobre os cinemas começou a partir da dissertação de mestrado da professora Isabella Trindade sobre O Papel da Cultura na Transformação do Espaço Urbano. Este trabalho conta com um capítulo reservado aos cinemas, de onde surgiu o interesse dela e dos outros professores em se aprofundar no assunto. "Recife era considerada a Hollywood brasileira por sua grande produção cinematográfica. A cidade chegou a ter mais de 40 salas de cinema", afirmou a professora. Ela explicou ainda que esta grande quantidade de salas se deveu à vontade de modernizar a cidade a partir do início do século XX. As salas de cinema eram uma forma de se conseguir isto e transformar nossa cidade numa metrópole moderna.

Arquitetonicamente, os cinemas de rua do Recife eram considerados "ícones modernistas", com tendências ao proto-modernismo e à art decó. Porém, segundo a professora Isabella, estas duas tendências são questionáveis e geram controvérsia entre os especialistas. Um dos destaques da pesquisa foi a conclusão de que boa parte destas salas se tornaram templo da Igreja Universal. "Estes templos se adaptam muito bem à distribuição do ambiente do cinema. Os espaços cênicos e as mobílias são mantidos, mas a tela dá lugar ao altar. O fato destes cinemas terem localizações centrais em suas áreas também ajuda bastante nesta transformação", afirmou a professora, dando como exemplo o antigo Cine Eldorado, localizado em Casa Amarela. Ainda segundo ela, de todas as salas de bairro que Recife possuía talvez apenas o São Luiz continue funcionando como cinema.

Fonte: Unicap
  • Fonte:


Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.