text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Unoeste: Trabalho sobre lousa eletrônica é apresentado em evento internacional

      

Sistema de Quadro Eletrônico de Baixo Custo se destaca no 1º Congresso Internacional de Matemática, Engenharia e Sociedade

Os egressos da Faculdade de Informática (Fipp) da Unoeste Moacir Francisco da Silva Júnior e Régis da Silva Avansini, juntamente com o professor Almir Olivette Artero, participaram neste mês do 1º Congresso Internacional de Matemática, Engenharia e Sociedade (ICMES 2009), realizado na PUC (Pontifícia Universidade Católica), em Curitiba (PR). Na ocasião, apresentaram o trabalho "E-Lousa ? Um Sistema de Quadro Eletrônico de Baixo Custo".

A pesquisa consiste, de acordo com o docente, em um sistema de lousa eletrônica que usa um hardware bastante simples e comum nas salas de aula atualmente. "Composto por webcam e projetor de vídeo, conectados ao computador, o sistema apresenta as imagens no quadro ou mesmo na parede, realizando também a captura de movimentação de um ponteiro laser sobre a imagem projetada", explica.

Ele comenta que os experimentos realizados através do projeto têm mostrado que a proposta torna as aulas mais dinâmicas, "pois as anotações feitas durante as explicações se tornam disponíveis para os alunos. Embora o sistema tenha revelado um grande diferencial em aulas presenciais, é no sistema de ensino a distância que o mesmo se torna de fundamental importância".
Para o egresso de Sistemas de Informação, que deu início ao projeto no ano de 2007, Moacir Francisco da Silva Júnior, a pesquisa começou como Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e através da orientação do professor Almir Olivette, o estudo foi iniciado. "Apresentar o projeto em congresso de nível internacional foi muito bom para o meu currículo, pois pretendo fazer mestrado em breve. Os contatos que tive no evento vão me ajudar bastante".

De acordo com o aluno recém-formado em Ciência da Computação que deu continuidade ao trabalho, Régis da Silva Avansini, a produção do Artigo Científico relacionado ao tema foi muito proveitosa, justamente pela participação do professor e do egresso que deu início ao trabalho. "Minha contribuição foi com o intuito de acrescentar novos recursos e novas funcionalidades ao projeto. Deu certo e o resultado foi satisfatório".

Para Olivette, a participação em eventos possibilita o contato com profissionais de diversos lugares "o que permite alavancar a pesquisa, pois quando apresentamos o trabalho, houve interesse de pesquisadores em usar nosso sistema em trabalhos de outras instituições. A aceitação do projeto mostra o bom nível dos trabalhos de graduação desenvolvidos na Fipp e na Unoeste", finaliza.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Unoeste

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.