text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Ouvir música no trabalho melhora a produtividade, aponta pesquisa

      
imagen-relacionada
Crédito: Shutterstock.com

 

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Miami, nos Estados Unidos, revela queouvir música no trabalhopode melhorar a produtividade do funcionário. O estudo, feito com profissionais do setor de tecnologia, mostra que aqueles que costumam escutar canções terminam suas tarefas mais rápido, e têm ideias melhores, porque o som melhora o humor.

 

» Pipoca sabor manteiga causa Alzheimer, mostra pesquisa
» Mentir faz mal à saúde, aponta pesquisa
» Atletismo e natação são os melhores esportes para o cérebro, revela pesquisa

 

Segundo Teresa Lesiuk, professora do departamento de musicoterapia da universidade e responsável pelo estudo, quando você está estressado pode tomar decisões de modo mais precipitado porque está com um nível de atenção muito baixo. Quando seu humor está mais positivo, você pode analisar melhor as opções.

 

Mas há diferenças nos resultados de acordo com o nível de experiência do funcionário. A pesquisadora diz que as pessoas com "experiência moderada" no trabalho foram as que mais se beneficiaram, enquanto os mais mais experientes na profissão não apresentaram muitas melhoras na produtividade. E em relação aos novatos, a música pareceu distrair os mais do que ajudar.

 

Antes de começar a usar fones de ouvido no escritório, fique atento à política da empresa, e veja se é aceitável na organização. Também é indicado impor limites, já que ouvir música o dia todo pode ser classificado como falta de educação pelos colegas. Amit Sood, médico da Clínica Mayo, diz que entre 15 e 30 minutos são suficientes para melhorar a concentração e que canções sem letra funcionam melhor.

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.