text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Facebook ajuda a fortalecer laços de amizade, aponta estudo

      
imagen-relacionada
Crédito: Shutterstock.com

 

Uma maneira simples de estreitar os seus laços de amizade no mundo real é se conectar por meio do Facebook. Embora os objetivos pareçam opostos, de acordo com pesquisa da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, a estrutura da rede social promove o fortalecimento natural das amizades.

 

» Facebook é eleita a melhor empresa para trabalhar em 2012
» Não ter perfil no Facebook pode ser sinal de psicopatia, afirmam psiquiatras
» A importância da educação na época do Facebook

 

Os pesquisadores, dirigidos por Emilio Ferrara, pós-doutorando da universidade, examinaram milhões de usuários do Facebook e suas relações sociais. Os dados medidos pelos cientistas se referiam aos tamanhos das comunidades, intimidade entre círculos de amigos e interações. Para isso, foi usado o “Label Propagation Algorithm”, uma fórmula de satisfação que pode coletar e processar informações vindas de redes em larga escala, como é o caso do Facebook.

 

Os resultados do estudo confirmam que o grau médio de comunidades, bem como o seu tamanho, coloca em evidência a tendência para a auto-organização de usuários em pequenas ou médias comunidades bem conectadas entre si.

 

O estudo aponta também que alguns elementos da rede social, como os canais de comunicação abertos, beneficiam a proximidade de grupos de amigos. Isso significa que os amigos de amigos estão mais propensos a se conectarem entre si por meio do Facebook, ampliando as redes existentes.

 

 

Como utilizar o Facebook e Twitter sem acesso à internet

 

Ainda de acordo com a pesquisa, se comparada a outras redes sociais, como o Twitter, o Facebook sai ganhando no quesito “fortalecimento de amizades”. Isso acontece porque a rede social favorece as comunidades pequenas e coesas, enquanto no micro-blog as conexões são mais fracas, já que as informações podem ser divulgadas sem necessidade de interação. “É mais provável que os usuários tenham mais conhecidos no Twitter que no Facebook. Frequentemente há discrepâncias entre quem você segue e quem te segue de volta. A comunicação no Facebook é muito mais eficaz e interativa”, diz o relatório.

 

Por fim, o estudo sustenta a teoria social, mostrando que as ligações secundárias – amigos de amigos – são a maior fonte de informações e ideias.

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.