text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Insulina é fundamental para aprendizagem e memorização, revela pesquisa

      
Crédito: Shutterstock.com
Crédito: Shutterstock.com

 

Além de regular os níveis de açúcar no sangue, a insulina também tem um papel fundamental para modular as atividades dos neurônios envolvidos na aprendizagem e na memória, como revela um novo estudo da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, publicado na revista Neuron.

 

» Rabiscar aumenta memória e concentração, aponta estudo
» Ruídos intensos afetam a memória, segundo pesquisa
» Como criar um mapa mental e melhorar sua capacidade de memorização

 

De acordo com Yun Zhang, bióloga e responsável pela pesquisa, “as pessoas geralmente acreditam que os transtornos na regulação de insulina só podem causar diabetes, mas muitos defeitos cognitivos e do comportamento, como a depressão ou a demência, também estão associados com síndromes metabólicas”.

 

Para entender este vínculo, Zhang e outros pesquisadores voltaram as atenções para os vermes transparentes Caenorhabditis elegans. Usando técnicas de engenharia genética, o grupo eliminou sua capacidade de criar compostos similares à insulina. Os vermes “mutantes” foram submetidos a provas para ver se eram capazes de aprender a evitar ingerir uma bactéria que os infecta.

 

O que os cientistas descobriram foi que, ao contrário dos germes não modificados, aqueles utilizados no teste não podiam sintetizar insulina e, além disso, tinham perdido a capacidade de aprender.

 

Curiosamente, esse resultado não se devia apenas à ausência desse hormônio. Existe também uma complexa rede de moléculas e peptídeos similares à insulina que “atuam juntos e coordenam seus sinais para regular a aprendizagem e a memória, de modo que se a maneira como interagem é alterada, também se modifica a forma como aprendemos”, como pontua Zhang.

 

De acordo com a pesquisadora, entender essas rotas moleculares e estes circuitos neuronais poderia ajudar a tratar transtornos cognitivos, inclusive a demência, no futuro.

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.