text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Resumo Fuvest 2016: Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis - Movimento literário

      
Foto: Universia Brasil - Gabriela Costa
Foto: Universia Brasil - Gabriela Costa

Há quem diga que o livro Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis não se encaixa completamente na estética literária que mais tarde predominaria na literatura nacional durante a segunda metade do século XIX. E, de fato, é possível notar a influência de movimentos anteriores a este na prosa machadiana. Para entender melhor esta relação, confira esta seção da série Você não leu, mas precisa saber:

Leia também:
» Baixe grátis o livro Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis
» Leia o resumo completo de Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis
» Mais de 2.000 livros grátis para download



1 -
A obra de Machado de Assis “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, como integrante do Realismo brasileiro, apresenta atitude crítica diante da sociedade daquele período, estilo conciso predominante em toda a narrativa e temas contemporâneos. Porém, nota-se influências de outros movimentos literários. São eles:


Classicismo

As produções realizadas durante o século XV inspirou o escritor brasileiro a não exagerar no lirismo e na carga emocional das suas narrativas.


Impressionismo

Contemporâneo ao realismo, este movimento emprestou para a prosa de Machado alguns recursos, como o relato incerto do passado através das memórias.


2 -
Há algumas proximidades também deste livro às sátiras menipeias, gênero criado por um antigo filósofo grego cuja estrutura se assemelha aos romances caracterizado pela crítica à mentalidade coletiva. Algumas delas são:


2.1 Liberdade em relação à verossimilhança

Perceptível em “Brás Cubas”, afinal o protagonista está morto, mas ainda assim conta sua história;

 

2.2 Mistura de diferentes gêneros

Nesta obra, Machado não se limita a narrativa convencional. Inova ao fazer brincadeiras gráficas, a exemplo do capítulo intitulado “O velho diálogo de Adão e Eva”, e ainda escreve um epitáfio;


3 -
Embora “Brás Cubas” tenha sido publicado 34 anos antes do início do Modernismo e o autor falecido há 14, Machado pareceu prever algumas de suas características, como o uso da metalinguagem e obras que permitem muitas interpretações por não terem uma conclusão definida, necessariamente.

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.