text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Resumo Fuvest 2016: Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis - Dicas do Professor

      
Foto: Universia Brasil - Gabriela Costa
Foto: Universia Brasil - Gabriela Costa

Para ajudá-lo a se preparar para os vestibulares deste ano, a Universia Brasil entrevistou o professor de português Claudio Caus do Cursinho da Poli para discutir as obras obrigatórias da Fuvest 2016. Se você está interessado em aprender mais sobre o livro Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis, confira os conselhos que o docente deu para a série Você não leu, mas precisa saber:

Leia também:
» Baixe grátis o livro Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis
» Leia o resumo completo de Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis
» Mais de 2.000 livros grátis para download



1 -
“‘Brás Cubas’ tem um diferencial que lembra até a literatura fantástica: não se encaixar totalmente na verossimilhança, já que a personagem está morta e faz toda sua narrativa do além. Contudo, suas observações são muito realistas, muito verossímeis com aquilo que a gente vê no dia a dia.”


2 -
“O que Brás pensa – e essa é a visão do Machado – é uma visão muito niilista, quer dizer, uma visão que despreza os valores humanos. Não porque acredita que os valores não sejam importantes, mas porque há essa discrepância entre aquilo que se defende como valor e aquilo que se efetivamente pratica. Por isso, o livro é muito pessimista e crítico. Nega que somos capazes de fazermos uma coisa boa porque achamos que é bom mesmo. Quando a gente faz, é por conveniência e não por uma convicção.”


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.