text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Exposição em Nova York mostra que dinossauros tinham penas

      
Fonte: Divulgação/American Museum of Natural History

Ao olhar para uma galinha, um pato ou um pombo, é quase impossível imaginar que esses animais tenham alguma ligação com os temidos gigantes da pré-história: os dinossauros. Sim! Os répteis grandalhões que habitaram a Terra há milhões de anos são parentes das aves e, para muitos cientistas, assim como seus primos distantes, também tinham penas.

 

Você pode ler também:

» 5 cientistas que fizeram a diferença durante o século XX
» Dia Mundial da Água: veja 7 fatos curiosos sobre o líquido
» Todas as notícias de Cultura

 

Os paleontólogos acreditam que um grupo específico de dinossauros carnívoros bípedes, os Theropods, tenham sobrevivido ao grande evento que extinguiu os dinos do nosso planeta, 65 milhões de anos atrás. Os animais teriam, com o passar do tempo, desenvolvido penas, cérebros maiores e mais inteligentes, e pequenos braços similares às asas das aves. Essas características podem ser facilmente comparadas às do avestruz, que é bípede, tem asas reduzidas, não voa e é o maior exemplar de ave ainda viva.

 

 

Desde a segunda quinzena do mês de março, o Museu de História Natural de Nova York está hospedando a exposição Dinosaurs Among Us, que em português quer dizer “os dinossauros entre nós”. A mostra mapeia toda a história evolutiva das aves, até chegar a seus parentes pré-históricos, desafiando o público a desconstruir a imagem dos dinossauros grandes, verdes e feios.

 

“É importante que as pessoas entendam que os dinossauros ainda estão, sim, entre nós”, disse Mark Norell, paleontólogo do museu e curador da exposição, em entrevista à revista norte-americana National Geographic. “Eles (os dinossauros) estão representados por mais de 13.000 espécies vivas nos dias de hoje”, completa.

 

Dinossauros X Aves

 


A ideia de que os pássaros, galinhas e patos são parentes dos dinossauros não é uma novidade entre a comunidade científica. No início dos anos 1880, dois pesquisadores, um nos EUA e outro na Inglaterra, tiveram a mesma impressão de que as pegadas dos dinossauros e as patas das aves apresentavam algumas semelhanças. Um século depois, John Ostrom, um cientista da Universidade de Yale, comprovou algumas similaridades estruturais entre as duas.

 

Alguns fósseis encontrados mundo afora mostram, claramente, os filamentos onde ficavam as penas, além de terem uma estrutura óssea com aerodinâmica complexa, bem como asas, diz a pesquisadora Ashley Heers, que também é paleontóloga no Museu de História Natural.

 

A seguir, assista ao vídeo explicativo da exposição Dinossaurs Among Us e aprenda um pouco mais sobre as semelhanças entre aves e dinossauros:


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.