text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

5 curiosidades sobre Alice no País da Maravilhas que você precisa saber

      
Fonte: Shutterstock
O livro Alice no país das Maravilhas já tem 151 anos desde o seu lançamento, mas continua a entreter e intrigar crianças e adultos até hoje. Nesses 151 anos várias coisas fascinantes relacionadas à história aconteceram também no mundo real, desde reações à obra até o “por trás das câmeras” do livro. São muitas as curiosidades. Esta semana, por exemplo, estreia em São Paulo uma exposição interativa inédita sobre a obra de Lewis Carroll, pseudônimo de Charles Lutwidge Dodgson.


Se você gosta das estranheza e aventuras, descubra 5 interessantes curiosidades sobre Alice no país das Maravilhas listadas a seguir:


Leia também:
» A magia de Alice no País das Maravilhas em exposição interativa
» Exposição Alice no País das Maravilhas: você sabe a resposta para o Enigma do Chapeleiro?


Alice já apareceu em 17 adaptações no cinema diferentes
Alice já esteve no cinema em 17 filmes diferentes ao longo de 113 anos, totalizando 1.194 minutos, ou praticamente um dia inteiro de Alice no País das Maravilhas. Isso significa que a cada seis anos é lançado um novo filme sobre a personagem. Isso sem contar aparições em séries, desenhos, jogos e todas as outras vezes em que a história foi contada. A primeira das 17 adaptações para o cinema foi feita em 1903. Trata-se de um filme mudo com 10 minutos que está disponível no YouTube. Em 1985, foi lançada a versão mais longa da história com 3 horas e 12 minutos. Desde então, o cinema mudou bastante, e quem já viu o filme de 1 hora e 48 minutos de Tim Burton sabe que os efeitos especiais mudaram bastante nesses 113 anos. Esse último foi lançado em 2010, há 6 anos, será que o próximo já vai sair?


Alice foi inspirada na filha de um amigo de Carroll
O nome dela era Alice Pleasance Liddell. Carroll a conheceu numa festa de chá. Presentes estavam suas irmãs, seu pai e alguns dos seus amigos, entre eles Lewis Carroll. Diferentemente da versão mais famosa da Alice loira popularizada pela Disney, a menina tinha o cabelo curto e castanho. Nas fotos dela criança, ela costuma aparecer usando franjas. Mas Alice Liddell eventualmente cresceu, mudou de penteado (nunca ficou loira), teve três filhos e morreu em 1934 com 82 anos. Sua amizade com o autor do livro durou até a sua vida adulta, e a cópia dela do livro hoje está em exposição na The British Library (biblioteca britânica).


Existe uma doença nomeada a partir da obra
Síndrome de Alice no País das Maravilhas é uma doença que causa alucinações. Portadores percebem distorções no próprio corpo e em objetos ao seu redor. Ela faz a pessoa achar que seu corpo está crescendo ou diminuindo de tamanho ou que objetos ao seu redor sejam menores ou maiores do que realmente são. A síndrome ainda altera a percepção de tempo da pessoa, fazendo as horas passarem muito lentamente.


Por que um corvo se parece com uma escrivaninha? Ninguém sabe, nem Lewis Carroll
No livro, quando Alice está na festa do chá com o Chapeleiro Maluco, ele lhe pergunta qual é a semelhança entre um corvo e uma escrivaninha. Alice responde que não sabe, e o Chapeleiro diz que também não faz ideia. Estava só perguntando. Carroll insistiu por muito tempo que ele havia inventado o enigma e que ele não tinha resposta. Depois de pressionado bastante ele decidiu pensar em uma resposta apropriada e disse que o corvo se parece com uma escrivaninha porque “ele pode produzir algumas notas, embora sejam muito chatas; e nunca é posto de trás para frente”. Mas a resposta não foi suficiente, e a pergunta intriga leitores até hoje. As teorias de resposta foram muitas. Desde piadas inocentes até relações com o ocultismo.


A história desperta todo tipo de teoria
Como não poderia ser diferente numa história cheia de fantasia e mistério, não demorou para as pessoas desenvolverem várias teorias sobre os significados ocultos por trás da jornada de Alice. A mais comum, e mais sensata, é que a história é uma alegoria para o crescimento. A história seria na verdade sobre a jornada da criança quando vai para a adolescência. O Mundo da Maravilha, que testa Alice a cada volta e a obriga a refazer sua identidade, seria um lugar pelo qual todos passamos. Outra teoria consegue ligar a história aos Illuminati, como se espera da internet. O nome Alice significa “verdade” em grego, e isso pode ser associado a Isis, a deusa da verdade. Adorar Alice, portanto, seria um passo importante para chamar o anticristo. Quem diria?


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.