text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Arte do Dia: O Palestrante Depois do Jantar de Louis Wain

      
Arte do Dia: O Palestrante Depois do Jantar de Louis Wain
Arte do Dia: O Palestrante Depois do Jantar de Louis Wain  |  Fonte: Reprodução

Dica: Clique na imagem para uma versão maior!

o-palestrante-depois-do-jantar
FICHA TÉCNICA - O PALESTRANTE DEPOIS DO JANTAR

Autor: Louis Wain
Onde ver: Galeria de Arte da Neurociência
Ano: 1869
Técnica: Óleo em tela
Movimento: Cubismo

Louis Wain (1860-1939) foi um artista inglês conhecido pelos seus desenhos de gatos antropomorfisados e de olhos grandes. Acredita-se que nos seus últimos anos Wain tenha desenvolvido esquizofrenia, o que alguns psiquiatras defendem ser visível nos seus trabalhos mais tardios.

Wain começou a sua carreira como professor, mas logo abandonou o cargo para se tornar um artista freelancer. Ele desenhou retratos de vários animais, incluindo gatos e cachorros enquanto estava nos seus 20 anos. Sua grande paixão pelos gatos se desenvolveu só mais tarde, por causa da sua esposa, Emily.

Ela desenvolveu câncer de mama pouco depois do casamento, e foi confortada pelo gato da família, um vira-lata preto e branco que eles haviam resgatado. O gato, chamado Peter, animava a esposa imensamente, e isso encorajou Wain a desenha-lo com frequência.

Emily o encorajou a publicar os desenhos do gato, mas morreu antes que isso acontecesse. Mais tarde, Wain diria "O crédito da fundação da minha carreira, e os desenvolvimentos dos meus esforços iniciais pertencem a ele [o gato Peter]".

Sua primeira obra publicada foi uma altamente antropomorfizada, com mais de 100 gatos agindo como humanos. A maioria deles se parecia com Peter. Suas obras seguiram esse padrão por muito tempo, com gatos andando em duas patas e com grandes sorrisos.

Os sinais de distúrbio mental se manifestaram antes de que ele completasse 70 anos. Em 1924 ele foi admitido em uma instituição médica, e passou o resto da vida em instituições do tipo. Na última delas, onde ele passou 15 anos, havia inclusive uma colônia de gatos.

Ele nunca parou de produzir, e suas obras se tornaram cada vez mais abstratas, com cores vibrantes, flores e padrões intricados. Tudo isso sempre mantendo o foco nos gatos. Hoje, apesar das polêmicas sobre a possibilidade da sua arte não ter sido influenciada pelos distúrbios mentais, a série criada por Wain enquanto internado é considerada "a Monalisa da arte hospitalar". 

Coloque essa arte na sua vida:

» Todas as obras do artista
» Mais sobre o cubismo


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.