text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Governo anuncia para próximo ano o Programa Nacional de Residência Pedagógica

      

O governo federal e o Ministério da Educação anunciaram no dia 15 de outubro o Programa Nacional de Residência Pedagógica. Parte de um esforço maior, a Política Nacional de Formação de Professores, o programa significa um investimento de aproximadamente 2 bilhões de reais e o oferecimento de 80 mil vagas para a formação inicial de professores.

Carregando algumas novidades, o programa pode levantar algumas dúvidas. Afinal, do que se trata a residência pedagógica? Quais serão as mudanças envolvidas? Acompanhe nosso resumo.

 

A Residência Pedagógica

O MEC considera a chamada Residência Pedagógica um aspecto da modernização de um programa anterior, o Pibid (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência).

A proposta da Residência Pedagógica está no estabelecimento de convènios, acordos entre escolas do ensino público e universidades formadoras de docentes. A ideia é intensificar a formação inicial do professor colocando o mesmo em contato direto com o ensino nessas escolas em estágios supervisionados, desde o seu terceiro ano de graduação e até o fim do curso.

O mais recente Censo da Educação revela que dentre os mais de 2 milhões de professores da educação básica no Brasil, 480 mil apenas completaram o ensino médio e 6 mil só o ensino fundamental. Mais de um milhão é composto por graduados em licenciaturas, no entanto boa parte trabalha fora da sua área de formação.

Segundo o MEC, a Política Nacional de Formação de Professores representa uma eficaz resposta ao problema do desenvolvimento e formação inicial de professores.

 

O Pibid

O Pibid é um programa anterior ao da Residência Pedagógica. Seu objetivo está ligado a um incentivo à formação de professores no ensino superior, além de avançar o ensino em escolas públicas com desempenho mais baixo (levando em conta a média nacional).

Na prática, o Pibid oferece bolsas aos alunos de licenciatura dispostos a se iniciar na docência em escolas públicas. A iniciação é baseada em projetos propostos pela instituição de ensino superior.

No total, são 5 bolsas oferecidas em conjunto com a Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). A mais básica é a própria bolsa de iniciação destinada aos estudantes. No outro espectro, os valores destinados aos professores das faculdades, responsáveis pela coordenação do projeto.

O Pibid vem passando por redução considerável. A diminuição foi da ordem de 14% no número de bolsistas nos últimos dois anos.

 

Mais mudanças

Além da chamada modernização do Pibid por meio do Programa Nacional de Residência Pedagógica, o MEC antecipa outras implementações com objetivo de aumentar a integração e gerar melhorias no cenário da educação nacional.

O ProUni ou Programa Universidade para Todos, por exemplo, passará por flexibilização para preencher vagas ociosas. Também serão aplicadas, de acordo com o Ministério, medidas para incentivar a formação continuada – mestrados e demais opções de continuidade dos estudos.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.