text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

A pesquisa deve circular: a biblioteca digital brasileira de teses e dissertações

      
A biblioteca digital brasileira de teses e dissertações é algo importante e historicamente único.
A biblioteca digital brasileira de teses e dissertações é algo importante e historicamente único.  |  Fonte: iStock

Desde a Biblioteca de Alexandria, passando pela Casa da Sabedoria de Bagdá até a Toledo medieval dos mouros islâmicos, o conhecimento que posto em circulação é um conhecimento que é enriquecido. Aliás, o propósito de toda pesquisa é justamente este, o de explorar e aumentar o conhecimento estabelecido sobre as coisas.


A Biblioteca digital brasileira de teses e dissertações cumpre a mesma função das suas congêneres do passado. Imagine poder acessar as pesquisas científicas produzidas nas principais universidades do país? E ainda melhor, todo este conhecimento organizado e catalogado em um website, para ser lido pelas  jovens mentes pensantes. Pois isto já existe! A biblioteca digital brasileira de teses e dissertações pode ser acessada por qualquer pessoa em qualquer horário.


Ver https://bdtd.ibict.br/vufind/Content/history


A iniciativa não é nossa, desde 2002 que o governo brasileiro vem desenvolvendo a plataforma da biblioteca digital de teses e dissertações. Mas foi a partir de 2006 que tudo foi ficando mais definido, pois foi emitida uma portaria pelo Ministério da Educação, junto com a CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), a Portaria nº 013 de 15 de Fevereiro de 2016, instituindo que a partir dali todas as teses e dissertações de mestrado e doutorado deveriam ser entregues em formato eletrônico. 


Ver https://repositorio.unb.br/documentos/Portaria_N13_CAPES.pdf


CONHECIMENTO CIRCULAR


O conhecimento, se não for aplicado, torna-se uma letra morta ou uma palavra sem ação. Daí, a importância de se incentivar a divulgação científica em território nacional. Só dessa maneira, a ciência pode frutificar no país. É a partir do confronto de ideias que surgem novas ideias que levam a novas descobertas.


O volume de universidades que disponibilizaram as teses e dissertações na plataforma é impressionante. Simplesmente, 122 universidades fecharam parceria com o governo e resolveram disponibilizar todo este conhecimento científico para o “povo”.


Ver https://bdtd.ibict.br/vufind/Institutions


Isto é importante também para os graduandos que desejam ingressar no mestrado, pois sem a leitura e discussão de pesquisas anteriores, dificilmente um candidato a mestrado ou doutorado conseguirá desenvolver bem suas ideias. 


Por outro lado, a pesquisa científica é fundamental em uma sociedade que se quer moderna e sustentável. A ciência busca soluções para os problemas que aparecem na sociedade, sejam  eles de ordem social ou de natureza científica. 


Incentivar a ciência é investir no bem estar e no desenvolvimento do país. Felizmente, foi esse o entendimento do governo anterior a respeito da educação. Ela não representa um gasto, mas um dos investimentos mais importantes que um país pode fazer.


A biblioteca digital brasileira de teses e dissertações, seguramente, foi uma grande revolução na história da educação de nível superior no Brasil. Se ela não existisse, provavelmente teria que ser inventada. Em um país que precisa mais do que nunca se desenvolver, qualquer incentivo neste sentido é bem vindo. O conhecimento está aí para ser circulado!


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.