text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Participando de uma audiência online

      
Todos os estudantes de Direito precisam cumprir um período de horas de estágio em fóruns nos quais eles precisam assistir audiências.
Todos os estudantes de Direito precisam cumprir um período de horas de estágio em fóruns nos quais eles precisam assistir audiências.  |  Fonte: iStock

É POSSÍVEL ACOMPANHAR AUDIÊNCIAS ONLINE


Com o objetivo de facilitar a vida dos acadêmicos de Direito, um juiz de direito do Mato Grosso do Sul, José de Andrade Neto, desenvolveu o “Projeto Audiências Online”, que consiste em uma plataforma online onde o aluno faz um cadastro e pode assistir a várias audiências online e ainda receber certificado.


Ver https://juristas.com.br/2016/12/28/academicos-utilizam-site-audiencias-online-em-todo-o-pais/


O melhor disso tudo é que o cadastro é gratuito e o aluno pode assistir as a qualquer momento. Outro ponto positivo é que os certificados emitidos são válidos para todas as universidades brasileiras. 


VANTAGENS DO PROJETO AUDIÊNCIA ONLINE


Uma das principais vantagens do site “Audiências Online” (https://audienciasonline.com.br/#/home) é que o aluno tem acesso a todos os peças do processo do processo e, assim, pode acompanhar o desenrolar das audiências de forma mais eficaz. 


Normalmente, nas audiências que os alunos frequentam em fóruns como forma de estágio, os acadêmicos não têm acesso às peças do processo e, muitas vezes, precisam enfrentar sessões lotadas, com pouquíssimas oportunidades de tirarem quaisquer dúvidas com os juízes e advogados.


Este tipo de dificuldade já não existe na audiência online, pois além do modelo de plataforma online permitir que o aluno tenha uma experiência individualizada de acesso a uma audiência, ele pode compartilhar as suas dúvidas no próprio site, e a pessoa que responde a todas elas é o criador do projeto, o juiz de direito José de Andrade Neto.


O projeto audiências online teve tanto sucesso, que após quatro meses de instalação da iniciativa, já existiam mais de sete mil e trezentos inscritos, dentre acadêmicos de Direito e profissionais já formados, desejando aprimorar seus conhecimentos. 


E esta procura não é por acaso. Além da qualidade deste novo método de assistir audiências, os alunos de Direito são obrigados pela grade curricular das universidades a cumprirem determinados números de horas complementares em fóruns para poderem conseguir a aprovação.


As opções no site do projeto são variadas, entre Júri Popular e audiências, os alunos podem escolher entre Juizado Especial, Júri Popular, Justiça Comum Cível e Justiça Comum do Trabalho.


Ver https://blogexamedeordem.com.br/audiencias-online-horas-complementares


Um lado inesperado do projeto é que acadêmicos portadores de deficiência, seja locomotora seja visual, possuem agora uma alternativa mais fácil para realizar as horas complementares de estágio. Assistir audiências de forma remota caiu como uma luva para eles!


COMO PARTICIPAR DO AUDIÊNCIAS ONLINE


Tudo o que os estudantes precisam fazer é uma inscrição no próprio site do projeto (https://audienciasonline.com.br/#/inscricao). A inscrição é extremamente simples e rápida.


Não é preciso pagar nenhuma taxa e nem cadastrar nenhum cartão de crédito. Basta informar nome, email, CPF e criar uma senha. Depois de confirmar o email o aluno já pode logar e começar a assistir os vídeos e ler e baixar as peças do processo.


Uma vantagem que não é muito comentada é que o site audiências online não pede que você confirme se é ou não estudante de Direito. Portanto, qualquer pessoa pode se cadastrar e assistir as audiências. Isto é uma vantagem porque permite que os jovens possam ter uma noção real do que é a rotina de um profissional do Direito, e desta forma eles podem decidir melhor suas carreiras futuras.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.