text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Internet das coisas: o que é e exemplos de sua aplicação

      
A Internet das coisas já é uma realidade do mundo moderno.
A Internet das coisas já é uma realidade do mundo moderno.  |  Fonte: iStock

Você já deve ter ouvido falar no termo Internet das Coisas, um conceito revolucionário e moderno que está mudando a forma como utilizamos equipamentos que já são nossos antigos conhecidos. Ainda que você ainda não tenha ouvido falar, certamente conhece e utiliza uma de suas muitas aplicações. 


O que é Internet das Coisas?


Mas afinal, o que significa Internet das Coisas? 


Se você usa um smartphone e percorre, todos os dias o mesmo trajeto de carro, seja para levar seus filhos para a escola ou ir para o trabalho, você já deve ter recebido uma notificação informando o tempo estimado de deslocamento ao entrar no carro. Isto ocorre pois a tecnologia do GPS do seu aparelho de telefone inteligente já mapeou sua rotina de movimentações e detectou que este é o seu destino frequente, pelo menos neste horário.


Hoje, os aparelhos eletrônicos inteligentes estão integrados através da internet, o que torna possível a comunicação entre “coisas” e pessoas através dos meios digitais. As trocas de informação utilizam protocolos de comunicação como a radiofrequência (RFID), Wifi, o Bluetooth e a própria web. 


Cada vez mais temos em nossa vida objetos já nossos antigos conhecidos, porém remodelados para viabilizar o acesso remoto.


Aplicações e exemplos da Internet das Coisas


São inúmeras as aplicações que vemos atualmente de objetos que até então não passavam de meros utensílios. Hoje, lâmpadas podem ser controladas por controles remoto, surgem os primeiros carros sem a necessidade de um motorista e complexos industriais já podem ser controlados a quilômetros de distância através de salas de comando remotas.


Conheça alguns exemplos que já existem de aplicações da Internet das Coisas:


Smart Home (Casa Inteligente)


Como falamos, a internet das coisas veio para agilizar e tornar nossa vida mais prática e cômoda. É interessante ver diversas empresas que estão trabalhando na criação de aparelhos domésticos smart. Entre os mais comuns estão:


  • Aparelhos de TV smart (Smart TV)

  • Robôs de limpeza, onde você programa dia e hora para ele aspirar e passar pano na sua casa. Alguns modelos mais avançados já são capazes de fazer um mapeamento dos cômodos e evitar que o robô ande aleatoriamente e deixe cantos sujos.

  • Lâmpadas Inteligentes, onde você controla intensidade e cor da luz, além de poder ligar e desligar a distância.

  • Alarmes e portas inteligentes, que podem ser acionados também à distância.

  • Aparelhos como Alexa, que tem milhares de funções e podem até se conectar a outros aparelhos inteligentes e controlá-los a distância.


Wearables


Estes são dispositivos portáteis que podem ser vestidos pelos seus usuários. Os wearables mais comuns são os relógios inteligentes, capazes de monitorar a prática de exercícios e até alertar a polícia no caso de detectar a queda do seu usuário. Existem ainda os óculos de realidade virtual e pulseiras de monitoramento.


Smart Grid


No âmbito do setor energético, as redes inteligentes já são uma realidade em alguns países. A confiabilidade deste sistema é alta e parte da premissa de que o sistema seria capaz de coletar dados dos consumidores para rodar análises e melhorar a eficiência energética.


O ganho para o sistema energético é enorme, inclusive sendo capaz de detectar a falta de energia com enorme rapidez, de modo a redirecionar energia de outros pontos interligados da rede para abastecer a região afetada.


Cidades Inteligentes (Smart Cities)


Um dos grandes destaques surgem sob a forma das Cidades Inteligentes. Trata-se da aplicação do mesmo conceito de tecnologia para tornar a infraestrutura das cidades mais eficientes.


A ideia é que sistemas controlados por homens como os de transporte, energia, vigilância e esgoto, por exemplo, possam ser controlados através de uma tecnologia que já está em pleno desenvolvimento.


Isso tornaria possível direcionar policiais para áreas onde há alguma ocorrência real, indicar com precisão aos passageiros o horário em que seus ônibus vão passar no ponto próximo de suas casas e traçar uma rota eficiente para a coleta de lixo priorizando as vizinhanças onde há um maior acúmulo de lixo.


A ideia é trazer mais comodidade e qualidade de vida, mas este cenário ainda assusta muita gente. Ainda assim, diversas organizações já visam a promoção de ideias criativas e sustentáveis utilizando a internet das coisas como meio, como foi o caso do Desafio Smart Living Challenge.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.