text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Estudantes de Roraima querem que governo crie universidade estadual

      
Representantes de diversas entidades estudantis de Roraima reuniram-se no sábado, 4, na Câmara Municipal de Boa Vista, para discutir propostas como a criação de uma secretaria estadual da juventude e a transformação do Instituto de Ensino Superior de Roraima numa universidade estadual, além da instalação de uma escola pública de pré-vestibular. As propostas foram apresentadas no I Encontro das Lideranças Jovens do Estado de Roraima.

O evento foi uma iniciativa da Juventude do Partido Social Liberal em Boa Vista. Participaram das discussões representantes da União Roraimense dos Estudantes Secundaristas (Ures), União Municipal dos Estudantes Secundaristas (Umes), Associação dos Estudantes do Estado de Roraima (Assoer), do Diretório Central dos Estudantes (DCE) e do Centro Acadêmico (CA) do curso de Comunicação da UFRR.

Também esteve presente nos trabalhos o representante da Academia Roraimense de Letras (ARL), Mário Carabajal. A coordenação do movimento pretende apresentar ao Governo do Estado e à Assembléia Legislativa Estadual as propostas tecnicamente detalhadas. A continuidade do debate acontecerá em outros encontros programados para os próximos finais de semana de maio.

Para um dos participantes do encontro, Khelvio Alves Valença, que coordena a fundação da Juventude do Partido Social Liberal no município de Alto Alegre, essas discussões possibilitam aos jovens lutar pelos seus direitos. "Principalmente os jovens do interior, que são esquecidos nos projetos dos governantes", critica.

Khelvio Valença diz que, anualmente, em Alto Alegre, cerca de 160 estudantes terminam anualmente o Ensino Médio e encontram dificuldades para dar prosseguimento aos estudos, pois só uma minoria tem condições de vir para Boa Vista tentar uma vaga da Universidade Federal de Roraima (UFRR).

Por isso, ele diz acreditar que a transformação do Instituto de Ensino Superior de Roraima numa universidade estadual possibilitaria aos estudantes de baixa renda ingressarem num curso superior. "Creio que essas propostas apresentadas aqui nesse encontro serão de grande valia para nós estudantes".

Essa é a opinião de Francisco Ediglê Alexandre, representante da Associação dos Estudantes de Roraima (Assoer). Ele diz que a criação de uma universidade estadual, assim como uma escola pré-vestibular mantida pelo governo estadual, deixaria em igualdade de condições, na disputa por uma vaga no ensino superior, os estudantes de baixa renda e os que têm melhor poder aquisitivo.

Fonte: Folha de Rondônia
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.