text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Na abertura do Educar 2002, Dimenstein defende experiência do professor

      
Uma cerimônia descontraída marcou a abertura da nona edição do Congresso Internacional de Educação, que vai até sábado, dia 11, no Expo Center Norte em São Paulo. O evento tem como objetivo promover um amplo debate para a apresentação de soluções para a gestão em Educação.

A cerimônia contou com a presença inesperada do jornalista Gilberto Dimenstein, que participa do evento como expositor de um projeto de parque de diversões transformado em "laboratório educativo". O jornalista falou sobre a falta de valorização dos docentes e afirmou que os educadores são peças chaves do processo educativo. "Se a figura do professor não for valorizada, os investimentos não valem nada", disse.

Durante sua fala, Dimenstein contou ainda que hoje vivemos na "Era do Conhecimento" e que a tecnologia e os novos produtos como softwares, simuladores entre outros, já fazem parte do cotidiano. Porém, mais uma vez ele afirmou que o corpo docente é fundamental para a educação. "O que vale é a experiência do professor. O resto puro marketing", afirmou.

Para finalizar a cerimônia de abertura, logo após a palestra de Dimenstein, foi apresentada uma peça teatral com o título de "Bodas da Poesia". O espetáculo, um monólogo, retratava a história do Brasil através da literatura e todos os seus autores.

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.