text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Federais do Nordeste deverão adotar novo modelo para Extensão

      
As universidades federais nordestinas deverão inovar o modelo de Extensão universitária. Até o fim do ano, as instituições devem adotar um novo modelo de programa de Extensão. A medida foi aprovada pela plenária do último Fórum de Pró-Reitores, ocorrido em Natal (RN), segundo informações da assessoria de comunicação da UFBA (Universidade Federal da Bahia).

As instituições deverão aproveitar o modelo adotado pela Ufba, conhecido como Atividade Curricular em Comunidade (ACC). Trata-se de uma disciplina acadêmica, oferecida aos alunos de graduação como matéria optativa que envolve a interação entre alunos e membros da comunidade. Os critérios para matrícula, trancamento e reprovação por faltas são os mesmos de uma disciplina convencional.

Todas as federais da região deverão adotar o ACC, seguindo a metodologia e o nome do programa da Ufba, de acordo com a recomendação aprovada por unanimidade pela plenária do encontro de pró-reitores. De acordo com o pró-reitor Paulo Lima, a atividade é pioneira em termos de Extensão. "Este é um passo importante para que a Ufba perceba que está se colocando como um caminho para o desenvolvimento da extensão, está resignificando a extensão", afirmou.

Segundo a assessoria de imprensa da universidade, este ano cerca de 570 alunos participam do programa, que conta também com 50 professores. Atualmente, existem 46 projetos de Extensão realizados em Salvador e no interior do estado.

Fonte: Agência PontoEdu
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.