text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Dez mil se inscreveram ontem

      
Sem filas mas com um número já considerado recorde. Assim foi o primeiro dia de inscrições para o vestibular 2002 da UEA (Universidade do Estado do Amazonas), que totalizou 10 mil inscritos somente ontem, de acordo com dados da própria instituição. Se continuar nesse ritmo, o número de candidatos também vai superar o do ano passado e poderá chegar a 250 mil contra os 180 mil registrados em 2001, estimativas do reitor da UEA, Lourenço Braga.

Nos guichês, 120 atendentes entregavam os formulários e recebiam as inscrições. Um serviço rápido que garantiu atendimento imediato a quem compareceu ao Centro de Convenções (Sambódromo), ontem. A tranqüilidade era tanta que Cleide Silva, 26, levou o filho de apenas 1 mês de idade. Com a ajuda de uma amiga, ela se inscreveu para o curso de Medicina e espera ser aprovada, mesmo estando há dois anos fora das salas de aula.

"Se não passar, pelo menos tentei. O fato de não precisar pagar a inscrição ajuda muito, porque a gente não perde dinheiro", argumenta. Bom também para as estudantes do último ano do ensino médio, Daniela Tavares, 18, e Fabiana Pimentel, 18, o argumento da gratuidade da inscrição é o grande incentivo para prestar o vestibular mesmo antes de concluir os estudos. "Eu vou tentar para Turismo, se passar vou fazer tudo para cursar a faculdade, se não pelo menos valeu como experiência", admite Daniela.

Estudantes da rede pública de ensino, elas lamentam a concorrência com alunos de escolas particulares do Amazonas e de outros Estados, mas prometem apostar nos cursinhos pré-vestibulares e em horas extras de estudo para ser aprovadas. "O mais difícil é ter que complementar o que aprendemos na escola, porque o ensino público está cada vez mais fraco", reclama Fabiana. Para o reitor Lourenço Braga, "garantir o direito de sonhar de cada inscrito é a intenção do Governo do Amazonas, quando instituiu a gratuidade da inscrição."

Ele explica que, apesar de saber que procura pelos cursos, é bem maior que a oferta, a chance de concorrer a uma vaga é concedida a todos os que quiserem. Nem mesmo o aumento de 75% nas vagas, será capaz de absorver nem mesmo 10% da demanda de candidatos. Este ano, a UEA está ofertando dois novos cursos ? Música Popular e Engenharia, com especializações em Mecânica, Elétrica e Florestal ? e a abriu o de Direito, no Município de Parintins (a 325 quilômetros de Manaus). Com isso, de 1.930 mil, as vagas passaram para 3.386 mil, sendo 2 mil no interior. "Nós estaremos concluindo até julho 12 novas unidades da UEA, do tipo padrão ? com oito salas de aula, sala de informática e biblioteca ? no interior do Estado. Tudo para atender aos novos alunos que irão ingressar na universidade", garantiu Braga.

Fonte: A Critica.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.