text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Falta de verbas pode fechar unidade da Uece

      
Alunos, servidores e professores do Instituto de Educação, Ciências e Tecnologia do Maciço de Baturité (Imba), município situado a 93 quilômetros de Fortaleza, prometem fazer manifestação na próxima segunda-feira, 20, para cobrar dos prefeitos de algumas cidades do Maciço de Baturité, os repasses devidos pelas administrações municipais para a manutenção da instituição.

O Imba sedia cursos de graduação da Universidade Estadual do Ceará (Uece), e no momento, encontra-se com atividades paralisadas, problema que ocorre desde fevereiro último, motivado pela falta de recursos. O convênio entre a Uece e as prefeituras do Maciço de Baturité previa inicialmente o repasse de um por cento do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), o que não era aceito por algumas prefeituras que argumentavam não ter alunos de seus municípios estudando no Imba.

Corrigindo esse problema, Imba e prefeituras acordaram que o pagamento dos municípios seria um valor fixo por cada aluno matriculado, o que atualmente corresponde a R$ 206,72 per capita. Porém, segundo o presidente da instituição, Francisco Justino de Souza, a falta dos repasses por parte dos municípios continua acontecendo.

Ele diz que além de inviabilizar as aulas, o problema está fazendo com que a Uece não promova mais vestibular em Baturité. Dessa forma, após a formatura de 200 alunos que ingressaram em 1996 e concluíram seus cursos no ano 2000, o Imba vem mantendo agora apenas uma turma composta por 38 alunos dos municípios de Acarape, Aracoiaba, Aratuba, Barreira, Baturité, Capistrano, Guaramiranga, Pacoti e Redenção.

O prefeito de Aratuba e presidente da Associação dos Municípios do Maciço de Baturité (Amab), Júlio César Lima Batista (PV), diz que na qualidade de dirigente da entidade não tem condições de obrigar as prefeituras devedoras a cumprir o compromisso assumido. Lembra que cada cidade tem o seu gestor, e a Amab não pode ter qualquer ingerência no âmbito dos municípios. Afirmando estar preocupado com as generalizações, esclareceu que Aratuba, que tem um único aluno no Imba, está mantendo em dia os pagamentos ao instituto. Por outro lado, Batista disse reconhecer que o custo a ser destinado pelos municípios é pequeno, opinando que considera um absurdo o que ocorre.

''Temos todo interesse que o problema seja resolvido. O Imba é uma entidade sem fins lucrativos. Mas tudo o que podemos fazer é conversar com os prefeitos e tentar convencê-los da necessidade de manter o instituto, e isso temos feito", finalizou.

NéMERO DE ALUNOS NO CAMPUS DE BATURIT?
Município alunos
Acarape 2
Aratuba 1
Aracoiaba 7
Baturité 17
Barreira 4
Capistrano 1
Guaramiranga 1
Redenção 4
Pacoti 1
Total 38

Fonte: O Povo
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.