text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Unesp de Araçatuba abre nova oportunidade para candidatos a residência em Medicina Veterinária

      
A residência em Medicina Veterinária na Faculdade da Unesp (Universidade Estadual Paulista), câmpus de Araçatuba, está oferecendo vagas remanescentes para candidatos interessados. Para o preenchimento das vagas (1 vaga em Patologia Veterinária, 2 vagas em Clínica Médica, Cirúrgica e Anestesiologia de Grandes Animais e 1 vaga em Diagnóstico Veterinário), será aberto, no mês de junho (do dia 3 ao dia 28) um novo edital de seleção. As inscrições podem ser feitas por procuração, não sendo necessário que o candidato desloque-se até Araçatuba para realiza-la.

O início das atividades para os aprovados está previsto para o dia 9 e julho deste ano. A residência em Medicina Veterinária da Unesp de Araçatuba entrou em atividade em 18 de fevereiro de 2002, após realização das provas de seleção nos dias 4 e 5 do mesmo mês, e conta com 8 residentes, apesar de ter capacidade para até doze. Tal fato ocorreu, pois, além de não ter sido muito divulgado e os residentes, na época, não receberem nenhum tipo de auxílio financeiro, o número de inscrições não foi tão grande, e o número de candidatos aprovados foi menor que o número de vagas disponíveis, já que existe uma nota de corte na prova teórica, além de avaliações práticas e/ou entrevista e análise curricular.

As áreas e o número total de vagas na Residência em Araçatuba são: Diagnóstico Veterinário (3 vagas), que engloba Epidemiologia, Laboratório Clínico, Enfermidades Infecciosas e Parasitárias; Clínica Médica, Cirúrgica e Anestesiologia de Grandes Animais (3 vagas) ; Clínica Médica, Cirúrgica e Anestesiologia de Pequenos Animais (3 vagas) ; Patologia Veterinária (2 vagas) e a quinta área é a de Reprodução Animal (1 vaga). Os residentes podem optar por fazer um ou dois anos de residência em sua área específica, sendo doze o número máximo de vagas anuais, exceto este ano por ser o primeiro de funcionamento da Residência.

Com o empenho dos docentes da unidade, da Proex e dos próprios residentes, foi aprovada uma bolsa de auxílio-moradia, custeada pela Secretaria da Agricultura do Estado de São Paulo. Considerando-se que a residência exige dedicação exclusiva e integral por parte dos profissionais-alunos, esse auxílio é extremamente necessário. Os residentes devem começar a receber as bolsas mensalmente no décimo dia útil de cada mês, a partir de maio até o mês de dezembro sendo necessária a renovação do auxílio no mês de outubro para continuar a recebe-la no ano de 2003. Segundo a professora assistente doutora Flávia de Rezende Eugênio, coordenadora do programa, a perspectiva é de que, após os dois anos, o residente esteja bem melhor preparado para encarar o mercado de trabalho, seja como pesquisador, docente ou profissional liberal.

"Mesmo que o residente queira seguir uma carreira acadêmica, o conhecimento prático do assunto é necessário para melhor elucidação dos questionamentos dos alunos, para que se possa analisar de maneira mais crítica trabalhos científicos e, sobretudo, para que ele tenha segurança no assunto", diz Flávia.

Mais informações, podem ser obtidas pelo telefone (18) 620-3224.

Fonte: Unesp
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.