text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Ciro critica cotas para negros em universidades

      
O pré-candidato da Frente Trabalhista (PPS, PTB e PDT) à Presidência, Ciro Gomes, demonstrou ontem ser contra o sistema de cotas para negros nas universidades e na administração pública. Em entrevista no Rio, Ciro disse ter dúvidas se o modelo americano - que estabelece as cotas - é o melhor. - Acho que o melhor caminho são políticas públicas de enfrentamento da miséria e da pobreza com um critério de escolher por mérito no esporte e nas escolas públicas quais são as pessoas negras, caboclas, brancas que tenham talento e mereçam receber um estímulo, uma bolsa no estrangeiro, seja o que for - afirmou Ciro, que esteve ontem no lançamento do livro "O éltimo secretário", de Salomão Malina, no Museu da República.

Para Ciro, como a sociedade é miscigenada, existiria a necessidade de cotas para várias outras etnias, como a cabocla. - ? muito complicado. Conheço intimamente a realidade cabocla nordestina. Se você for a São Paulo, 42% da população carcerária é nordestina. Há ou não uma justa súplica por um sistema de discriminação positiva para os caboclos? - afirmou. Ao falar sobre seus projetos para a área de educação, o ex-ministro disse que, se eleito, acabaria imediatamente com o sistema de vestibular para entrar nas universidades: - Temos de acelerar isso. O vestibular é absolutamente irrazoável e estressa no limite os nossos jovens.

Não é razoável apurar num só dia o seu desempenho, porque um fator emocional ou uma noite mal dormida pode pôr a perder todo um processo.

Fonte: O Globo
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.