text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Uerj adia a primeira prova do vestibular

      
O Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Csepe) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) decidiu ontem adiar o primeiro exame de qualificação do vestibular Estadual 2003, que seria realizado dia 9 de junho. A prova foi remarcada para 14 de julho. A mudança de data, segundo a reitora da Uerj, Nilcéa Freire, beneficiará os alunos da rede estadual que ficaram 77 dias sem aulas devido à greve dos professores. - Dos 71.695 inscritos no vestibular, 28% são alunos da rede estadual.

A Uerj está sendo sensível ao problema destes estudantes, que só agora estão começando o semestre letivo. Sabemos que para esta prova não é necessário repor conteúdo, mas queremos dar a oportunidade de o aluno se acalmar e fazer o exame com tranqüilidade - disse Nilcéa.

Segunda prova será no dia 18 de agosto

A Uerj recebeu, anteontem, um ofício do secretário estadual de Educação, William Campos, solicitando o adiamento do concurso, que reúne a Uerj, a Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) e a Academia de Polícia Militar D. João VI. Segundo Nilcéa, o pedido não representou uma interferência na autonomia da universidade: - Apesar de a universidade ser autônoma, não somos um mundo à parte.

Temos um compromisso com a escola pública de qualidade - disse Nilcéa, garantindo que, mesmo com o adiamento, será realizada a reserva de 50% das vagas da Uerj e da Uenf para os alunos das escolas públicas. Segundo a comissão do vestibular Estadual 2003, o segundo exame de qualificação será mantido no dia 18 de agosto e as inscrições para a prova serão entre os dias 11 e 21 de junho. Como prazo termina antes de a primeira prova ser aplicada, os coordenadores avisam que devolverão o valor da taxa para quem se inscrever, mas depois desistir de fazer o segundo teste. A Uerj avisa ainda que, mês que vem, os candidatos ao primeiro exame começarão a receber o novo cartão de confirmação.

Por conta do adiamento, a universidade terá de remanejar o local de prova de 1.680 vestibulandos. A decisão do conselho de adiar a prova foi comemorada por um pequeno grupo que assistiu à reunião. De acordo com Sinara Barros, diretora da Associação Municipal de Estudantes Secundaristas (Ames), os alunos não compareceram em massa porque não podem perder nem mais um dia de aula. - Agora precisamos estudar em dobro para a prova. Temos um compromisso com a reitora de que vamos passar no vestibular da Uerj - disse Sinara, que estuda no Colégio Estadual Ernesto Faria.

Thaís Macedo é da mesma sala que Sinara e também festejou o adiamento da prova. - Seria injusto fazer a prova 15 dias depois de ter começado a estudar - diz Thais. Na rede particular, as escolas terão de reorganizar seu calendário de férias por conta do adiamento. Segundo o presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Município do Rio, José Antônio Teixeira, o recesso seria realizado de 8 a 31 de julho, mas os colégios deverão ter mais uma semana de aula para os alunos do 3 ano do ensino médio: - Os alunos vão perder uma semana de férias. Isso também atrapalha as férias dos professores do 3 ano.

Leia mais: Outros casos de adiamento

Fonte:
O Globo
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.